São Paulo, 14 de junho de 2024

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

18/05/2024

Busca por melhoria de processos impulsiona negócios da Blum

(19/05/2024) – Fabricante alemã de equipamentos medição e testes, a Blum-Novotest tem visto seus negócios em constante crescimento no mercado brasileiro. Nos últimos três anos, o faturamento tem registrado aumentos de 15 a 20% ao ano. E a expectativa para 2024 é uma nova expansão de 20%.

Rogério Moraes, diretor da Blum-Novotest Brasil, explica que a necessidade das indústrias brasileiras de se adaptar a um mercado com concorrência mais acirrada tem sido o grande impulsionador dos negócios da filial. “Para ficar mais competitivas, as empresas precisaram investir em produtividade”, diz. “Passamos a receber várias consultas para melhoria de processos, muitas delas de peças que já estavam em produção”.

De acordo com o diretor, alguns estudos resultaram em ganhos de até 40% de redução de tempo de produção, com a introdução de tecnologias da Blum, como apalpadores e presets.

Para atender essa demanda, também de somaram outras linhas da marca, como o software LC Vision e o preset a laser Digilog – capaz de operar digital ou analogicamente e que possibilita a extração de dados de máquinas-ferramenta para análise. “Esse é um dos desafios da indústria hoje, a extração de dados da máquina-ferramenta, o que nosso produto consegue através do spindle da máquina”, explica.

Rogério Moraes destaca ainda a expansão que a Blum-Novotest tem alcançado no segmento de ferramentaria, devido ao aumento atual da complexidade dos moldes. “Os apalpadores, o preset laser e o software FormControl Classic estão ajudando as ferramentarias a reduzir os ajustes de bancada em até 60%”

Autopeças – Para atingir a meta de crescimento em 2024, Moraes acredita que alguns segmentos de mercado irão contribuir. O mercado de autopeças, por exemplo, deve retomar. “Esse mercado estava meio parado, enquanto não de definia para onde iria caminhar o mercado automotivo no Brasil (se híbrido, elétrico ou a combustão). Os motores a combustão continuarão tendo um bom mercado por ainda mais alguns anos no Brasil e a empresas estão voltando a investir”.

Nesse sentido, Moraes ressalta que o aftermarket de autopeças já vinha bem e deve se manter em alta. Outros segmentos que apresentam boas expectativas de alta em 2024 são o aeroespacial, médico-odontológico, óleo e gás e agroindustrial.

Moraes lembra, no entanto, que a demanda poderia ainda ser maior se houvesse uma transição cultural em vários níveis das empresas. Em sua avaliação, nem todos os departamentos das indústrias, como Compras, por exemplo, entendem a importância e os beneficios da implantação de equipamentos de medição e teste para a agilização do aumento da produtividade.

Na Feimec, a Blum-Novotest apresentou vários produtos com destaque para o pré-lançamento do software Form Control X. Trata- se de um software que vai contribuir com a gestão da produção de peças nas indústrias. O Form Control X permite exportar dados da produção, permitindo, por exemplo, calcular o custo por peça, a hora-máquina etc. “Ele monitora a máquina e a produção. Faz a gestão e a composição do preço final das peças. É ideal para monitorar linha automatizadas”.

 

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.