São Paulo, 17 de junho de 2024

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

18/05/2024

Vitor e Buono lança linha completa de eletroerosão ProMill EDM

(19/05/2024) – Ao longo dos últimos anos, o mercado brasileiro de máquinas de eletroerosão passou por várias mudanças. Algumas marcas saíram do mercado, fábricas fecharam e outras foram adquiridas. No entender de Carlos Alberto Buono, diretor da distribuidora e importadora de máquinas Vitor e Buono, abriu-se uma lacuna no mercado: de um lado, máquinas de alta sofisticação tecnológica e, de outro, máquinas de baixo grau de tecnologia.

“Nossos vendedores traziam esta informação do mercado: está faltando máquinas que atendem as médias indústrias e as empresas que estão querendo entrar nesse mercado”, diz o diretor. Diante desse cenário, a Vitor e Buono resolveu buscar uma alternativa no mercado internacional para preencher essa lacuna.

Na verdade, a empresa já tinha um objetivo muito claro: buscar o antigo fornecedor em OEM de uma das marcas internacionais mais tradicionais deste segmento e que não está mais no mercado. “Trata-se de uma fabricante da China com tecnologia suíça, com deixamos bem evidente nos folhetos da nova linha”.

Assim, nasceu a linha ProMill EDM – marca que, aliás, já pertencia à Vitor e Buono – apresentada pela primeira vez na Feimec 2024, no início deste mês, em são Paulo.

O diretor explica que se trata de uma linha completa com 25 modelos, que abrange as tecnologias de eletroerosão a fio, por penetração e furo rápido. A primeira é equipada com fio de molibdênio e oferece eficiência 20% maior nas operações com aços e 30% mais nos trabalhos com metal duro, cobre e alumínio, com destaque para o menor desgaste do fio e maior corte em ângulo.

Os modelos de furo rápido contam com CNC motorizado e manivela, possibilitando também o uso manual, ideal para trabalhos mais detalhados. A linha básica conta com dois modelos FR 400M e FR 450C (com filtragem), equipados ciom comando simples e completo, com controle de avanço direto, touch screen (teclado e mouse) e câmera UV para controle de profundidade.

Já os modelos de eletroerosão por penetração estão disponíveis nas opções convencional e CNC. São equipadas com gerador eficiente para todos os materiais de eletrodos e peças. Podem ser utilizadas em grandes e pequenas áreas e em trabalhos detalhados. A linha básica tem cinco modelos: 2 convencionais e 3 CNC.

DE acordo com o diretor, a receptividade da linha na feira foi muito boa, com algumas vendas fechadas durante o evento e muitas perspectivas de negócios para o pós-feira. A empresa está apostando no crescimento dessa linha no mercado brasileiro, tanto que em breve irá inaugurar um showroom específico para a linha ProMill em são José dos Campos (SP).

Outra novidade da empresa na feira eram os centros de usinagem verticais Vitor e Buono cvv-8 e CVV-11, com 13 mil e 15 mil rpm respectivamente. “São m´aquinas com refrigeração pelo centro da ferramenta, com interface pronta para 4º eixo, CNC Siemens 828, NR-12 e excelente custo x benefício”, observa Paulo Ricardo Buono, diretor da empresa. “Assim como na linha ProMill EDM, temos grandes perspectivas de bons negócios nessa linha. Recebemos clientes novos e antigos que vieram conhecer as máquinas, mas demonstração interesse de compra”.

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.