São Paulo, 17 de junho de 2024

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

18/05/2024

Dragão chinês: peça-show de usinagem faz sucesso na Feimec

(19/05/2025) – Uma das atrações da Feimec 2024 foi a peça-demonstração que estava sendo usinada no estande da Open Mind, a desenvolvedora do software hyperMill, em um centro de usinagem G150, da Grob, com ferramentas da YG-1.

O projeto, com o intuito de comemorar o Ano do Dragão, símbolo da prosperidade na tradição chinesa, foi proposto pela YG-1. As parceiras abraçaram a ideia e resolveram unir forças para realizar o projeto e desenvolvimento da peça, atraídas em grande parte pelos desafios impostos para a sua execução. O tempo total de produção da peça era de 12 horas.

Bruno Watanabe, diretor-geral da Open Mind do Brasil, conta que todo o projeto, desde a sua concepção até a realização, exigiu cerca de dois meses de trabalho, envolvendo profissionais do Brasil e da Alemanha, onde estão localizadas as matrizes da Grob e da Open Mind e a sede europeia da YG-1.

“É uma peça com muitos detalhes, exigindo muitos cortes negativos e muitos recursos de software para usinagem de 5 eixos, inclusive recursos da versão 2024 do hyperMill”, comenta Watanabe. “Foi preciso desenvolver um projeto de usinagem de precisão superficial, com operações em várias posições, sem que ocorresse nenhum desencontro de usinagem”.

Uma das funções do hyperMill citadas por Watanabe foi o Smooth Overlap – sobreposição suave, que possibilita entradas e saídas suaves da ferramenta, evitando marcas na peça. “Usamos diferentes estratégias com diferentes diâmetros e não se vê na operação nenhuma marca ou sobreposição de ferramenta”, destaca.

Microdetalhes – A peça-demonstração foi usinada a partir de um bloco de alumínio aeronáutico de 314 x 165 x 76 mm. Dadas as dificuldades impostas pelo processo, a YG-1 definiu que a usinagem seria toda realizada com a linha de ferramentas Alu-Power HPC, produzida com substrato nanogrão, de corte extremamente positivo e com um canal polido para melhor escoamento dos cavacos.

Para Rafael Verçosa, gerente de Engenharia da YG-1 Brasil, o principal desafio da peça era usinar seus vários detalhes, alguns deles classificados como microdetalhes. “Precisamos utilizar fresas esféricas de 2 mm de diâmetro para sermos bem-sucedidos na usinagem desses microdetalhes”, informa. “Outro ponto que exigiu bastante atenção foi na obtenção de concordâncias superficiais necessárias ao processo, o que só foi conseguido graças recursos do hyperMill, da máquina da Grob e às ferramentas de alta performance”.

Na avaliação de Aquiles Lima, gerente de Vendas da YG-1 Brasil, a peça atraiu bastante atenção dos visitantes da feira graças ao excelente acabamento superficial. Ele lembra que o alumínio é um material em que é difícil de se obter um bom acabamento superficial. “A cobertura DLC (Diamond-like Carbon) da linha Alu-Power HPC também contribuiu para se atingir aquele nível de acabamento”, ressalta.

Conceito de 5 Eixos Grob – Vitor Bezerra, head de Vendas para Máquinas Universais e Novas Tecnologias da Grob, explica que ao decidir participar do projeto a empresa procurou demonstrar toda a capacidade tecnológica de suas máquinas na usinagem em 5 eixos. Para tanto, foi escolhido o centro de usinagem horizontal G150, de 5 eixos – produzido no Brasil. “Principalmente devido à dinâmica dessa máquina que possibilita o emprego de altas velocidades e acelerações, como as exigidas para a realização do acabamento da peça”.

De acordo com o gerente, na execução do projeto ficou ainda mais evidenciado um dos diferenciais das máquinas Grob: “o nosso conceito horizontal de eixos que permite aproximar o motofuso do centro da mesa e trabalhar com ferramentas curtas, evitando as vibrações durante a usinagem”.

Esse mesmo conceito de eixos oferece ainda outra vantagem – exclusiva da Grob – que é usinagem de ponta cabeça, que favorece o escoamento total dos cavacos sem danificar a superfície da peça. “Esses recursos, somados ao hyperMill e às ferramentas da YG-1, garantiram a performance apresentada na feira na usinagem do dragão”.

IMTS e AMB – A peça-demonstração, que atraiu tanto interesse na Feimec 2024, agradou também às matrizes das empresas parceiras. Assim, o projeto será replicado em outros eventos internacionais. Já foi definido que a usinagem do dragão chinês também será um dos destaques em estandes nas feiras AMB, na Alemanha, e na IMTS, nos Estados Unidos.

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.