São Paulo, 30 de maio de 2024

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

20/04/2024

Renishaw inaugura nova sede em São Paulo

(21/04/2024) – A Renishaw Latino Americana inaugurou no início de abril sua nova sede no Brasil, em Barueri (SP). O investimento no novo prédio, com mais do que o triplo de área que o anterior, era uma necessidade para oferecer uma melhor estrutura de suporte aos clientes brasileiros, além de embasar o crescimento da empresa no mercado nacional

Com a nova sede, de 3.300 m² de área útil, sendo 720 m² voltados apenas para o atendimento ao cliente, a empresa pretende ampliar suas atividades no Brasil. De acordo com Fernando Tachikawa, diretor geral da Renishaw no Brasil, as novas instalações permitirão um incremento na realização de testes de aplicação para os clientes, além de possibilitar a demonstração prática de novos produtos, como o recém-lançado Sprint, apalpador de medição de alta velocidade para máquinas-ferramenta, que opera por arraste (ou scanning).

A nova sede irá abrigar também o novo Renishaw Innovation Centre. Segundo a empresa, dadas as suas dimensões e os recursos disponíveis, “é o maior centro de tecnologia em metrologia industrial da América Latina, com equipamentos de medição em chão de fábrica, medição em processo, medição por coordenadas, entre outras tecnologias de medição industrial”.

“Nossa intenção, a partir da inauguração da nova sede, é convidar os clientes a trazer seus desafios no controle de processos de produção para que possamos torná-los mais produtivos”, afirma Tachikawa.

Agility, Equator e Manufatura Aditiva – A área maior permitirá ainda a instalação e demonstração de máquinas de maior porte, caso da nova máquina de medição por coordenadas Agility, de alta performance e que pode ser usada no chão de fábrica. Possibilitará também a expansão da área reservada à linha Equator, sistema de medição para o controle de processos no chão de fábrica.

Em breve, possivelmente até o final deste ano, o showroom contará também com uma área de exposição e demonstração da linha de máquinas para manufatura aditiva da Renishaw. A linha RenAM, de alta produtividade e com até 4 lasers simultâneos, é composta de máquinas para a produção de peças metálicas por impressão 3D pelo processo LPB-F (fusão em leito de pó metálico – fusão a laser).

Mercado em expansão – De acordo com Tachikawa, a Renishaw tem alcançado bons resultados no Brasil desde a saída da pandemia. “Temos registrado uma demanda crescente em todas as nossas linhas de produtos e em todos os segmentos de atuação, inclusive no automotivo, apesar de o volume de carros não ter se recuperado ainda”, afirma.

Segundo o diretor, neste início de ano a empresa tem observado um grande aumento de projetos novos nos quais a equipe de engenharia de aplicação está trabalhando. “O volume de vendas até aqui está constante em relação ao trimestre anterior, mas a expectativa é bem otimista para os próximos trimestres. Estamos participando de vários projetos e temos boas perspectivas não só no segmento de veículos leves no setor automotivo, mas também no de pesados, que está em retomada, e no segmento agrícola que a gente acredita que está em trajetória de recuperação, e também no setor aeroespacial”.

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.