São Paulo, 12 de abril de 2024

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

30/03/2024

Bermo Válvulas investe para triplicar capacidade da fábrica

(31/03/2024) – A Bermo Válvulas e Equipamentos Industriais, empresa do grupo alemão Ari-Armaturen sediada em Blumenau, Santa Catarina, anunciou que vai triplicar a capacidade de produção da empresa.

O projeto já está em andamento e a previsão é de que a nova planta comece a operar em 2026. A estrutura terá 10,5 mil m² e será construída no bairro Fidélis, na região do Parque das Itoupavas, também em Blumenau, cerca de 9 km da sede atual.

“A ampliação da fábrica é um sonho que está saindo do papel”, comemora o diretor de Manufatura da empresa, Antônio Fedato. “Ela é imprescindível para a expansão da Bermo, que desde o ano passado é a responsável pela comercialização dos produtos da Ari-Armaturen nos países da América Latina”.

De acordo com Fedato, com a expansão será possível fabricar internamente todos os produtos da empresa, pois a nova unidade não será voltada para apenas uma linha, podendo ser redimensionada à medida que houver necessidade. Haverá também ganhos logísticos, devido à maior proximidade da nova planta com a BR-470.

“A fábrica vai permitir não somente o aumento da produtividade, mas também nos dará mais agilidade”, diz o executivo. “Vamos ter um acréscimo de qualidade em todas as etapas do processo de fabricação”.

A nova unidade deve gerar pelo menos 100 postos de trabalho com o início da operação. Apesar de grande parte da produção da Bermo ser hoje automatizada, há ainda necessidade de operadores manuais em áreas mais sensíveis, como pintura e caldeiraria.

Também serão contratados colaboradores para departamentos como administração, logística e infraestrutura. Fedato explica que toda a empresa será instalada no novo endereço e todos os setores terão o próprio espaço. Segundo ele, a estrutura deve ser dividida em 2,5 mil m² para o setor administrativo, mais 2,5 mil m@ para a logística e os restantes 5 mil m² serão destinados às áreas fabril e de serviços.

De acordo com o diretor de Manufatura, toda a documentação para a obra já foi providenciada, e a empresa estuda agora os processos arquitetônico e de engenharia da edificação, assim como a implantação do maquinário e dos serviços de apoio.

Receba notícias
em seu e-mail

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.