São Paulo, 22 de abril de 2024

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

16/03/2024

Porto de Santos vai receber investimento de R$ 21,28 bilhões

(17/03/2024) – O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, anunciou na última segunda-feira, 11, um plano de investimentos no Porto de Santos da ordem de R$ 21,28 bilhões entre 2024 e 2028.

O anúncio foi feito por Costa Filho durante visita à sede da Autoridade Portuária de Santos. Segundo ele, trata-se do maior aporte de investimentos já planejado para o porto, que é o maior do país.

O ministro explicou que o plano envolve recursos federais, do governo de São Paulo e Parcerias Público-Privadas (PPPs), e contemplará 12 projetos estratégicos.

Um dos projetos contemplados é a construção do túnel ligando Santos à Guarujá, que levará R$ 6 bilhões desse montante, um aporte a ser dividido igualmente entre os governos federal e paulista.

Outro projeto, a transferência do terminal de passageiros para o Valongo, envolverá recursos federais e privados da ordem de R$ 1,4 bilhão. O ministro afirmou que a ideia é criar um hub de turismo em Santos e interligar o terminal de passageiros ao Parque Valongo (em construção) que também receberá, ao final, um total de R$ 100 milhões.

Já a ampliação da Ferrovia Interna do Porto de Santos, a Fips, será o terceiro maior projeto a receber recursos, da ordem de R$ 1 bilhão. A obra já está sendo tocada pelas empresas que operam a via férrea. Esta terá aumentada a sua capacidade de transporte de cargas de 50 milhões de t por ano para 115 milhões.

Outro grande projeto é o do aprofundamento para 16 metros do canal de navegação do porto. Serão investidos R$ 324,1 milhões na dragagem, em 5 anos. Depois, através de uma PPP, a profundidade será ampliada para 17 metros, em um investimento de R$ 5,6 bilhões.

Mais R$ 544 milhões serão destinados, via Novo PAC, à construção da segunda etapa da avenida perimetral do porto no Guarujá (margem esquerda).

Os projetos contemplam ainda a repotencialização da Usina Hidrelétrica de Itatinga, incluindo a produção de hidrogênio verde, e outras intervenções, como a criação de um pátio de estacionamento, implantação de um sistema de monitoramento de tráfego de navios e melhorias na margem direita.

Já os investimentos a serem feitos por 21 terminais privados somarão R$ 8,68 bilhões, em um prazo de 5 anos.

Receba notícias
em seu e-mail

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.