São Paulo, 28 de fevereiro de 2024

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

09/12/2023

Indústria ferroviária espera crescimento sustentável a partir de 2025

(10/12/2023) – O presidente da Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (Abifer), Vicente Abate, disse acreditar que o setor deverá apresentar crescimento sustentável a partir de 2025, e que considera 2024 o ano-ponte para isto.

“O mercado de veículos ferroviários tem se mostrado com altos e baixos ao longo dos últimos anos”, afirmou Abate. “Mas novas oportunidades estão surgindo, e certamente iremos aproveitá-las”.

De acordo com ele, para 2024 está prevista a entrega de 1.600 vagões de carga, 26% a mais do que em 2023. O volume compensará o desempenho abaixo do esperado este ano, quando foram entregues 1.271 unidades, algo em torno de 15% aquém da previsão feita um ano atrás, de 1.500 vagões. Também foram exportados 62 vagões para a África.

Outra oportunidade poderá vir da necessidade de algumas concessionárias, já a partir de 2024, de substituírem caixas de vagões já em final de vida, o que movimentaria o setor de serviços.

Na área de locomotivas, a previsão de entregas em 2023 é de 30 unidades, alinhada com a previsão de um ano atrás, de 31 locomotivas. Não houve exportações. Em 2024, são previstas entregas de 45 locomotivas.

Já o segmento de trens de passageiros apresentou expressiva recuperação em 2023, depois de anos sem encomendas, com a entrega de 136 carros para os mercados interno e de exportação.

A partir de agora, segundo o presidente da Abifer, os volumes começarão a se acentuar, com entregas previstas de 274 carros em 2024, incluindo a exportação para os mercados do Chile, Romênia e Taiwan.

“E ainda aguardamos a publicação do edital para aquisição de 44 trens destinados ao metrô de São Paulo, cujo financiamento já está contratado pelo governo paulista”, sublinhou Abate, observando que outro importante projeto nesta área, o Trem InterCidades (TIC), entre São Paulo e Campinas, já teve o seu leilão anunciado para fevereiro de 2024.

O presidente da Abifer acrescentou que a entidade também está discutindo com o governo federal a criação de um programa de substituição tanto de vagões como de locomotivas, e a implantação de novos critérios técnicos para uma melhor e mais segura operação dos vagões de carga.

Receba notícias
em seu e-mail

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.