São Paulo, 14 de julho de 2024

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

02/09/2023

Caoa anuncia investimento de R$ 3 bilhões na fábrica de Goiás

(03/09/2023) – A Caoa anunciou que irá investir R$ 3 bilhões em sua fábrica de Anápolis (GO) ao longo dos próximos cinco anos. Os recursos serão destinados à modernização da linha de montagem, ao lançamento de produtos e ao aumento da capacidade produtiva – particularmente do Tiggo 5X Sport, lançado há cerca de três meses, que terá sua capacidade ampliada em 150%.

Este novo ciclo de investimento foi adiantado, tendo em vista que o anterior, de R$ 1,5 bilhão, previsto para encerrar em 2025, já foi concluído. Segundo a montadora, o ciclo anterior foi acelerado devido aos novos objetivos adotados para a eletrificação de todos os modelos.

“Vamos continuar investindo em novos produtos e na renovação dos atuais, além da introdução de novas tecnologias de eletrificação”, disse o presidente da Caoa, Carlos Alberto de Oliveira Andrade Filho, acrescentando que serão criados 809 novos postos de trabalho. Atualmente, a planta emprega cerca de 2 mil funcionários.

O ritmo de produção da fábrica de Anápolis gira entre 120 e 140 veículos por dia, sendo a maior parte modelos da marca Caoa Chery e uma menor parcela dos modelos da marca Hyundai. Ao ser lançado, o tinha-se a expectativa de que o modelo Tiggo 5x Sport venderia 1 mil unidades mensais, mas as vendas chegaram a 2 mil unidades.

Atualmente são produzidos seis modelos de veículos em Anápolis. São quatro da marca Caoa Chery: Tiggo 5x Sport, Tiggo 5x Pro, Tiggo 7 Pro e Tiggo 8  e, da Hyundai, o modelos Tucson e o utilitário HR.

Presente ao evento, o vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, saudou o novo investimento e a capacidade do setor industrial de agregar valor, melhorar salários e inovar. “70% da pesquisa e inovação vem do setor industrial. É o que está na ponta do desenvolvimento”, afirmou.

O ministro reforçou ainda que investimentos como o da produção de veículos híbridos estão alinhados ao compromisso do país com a descarbonização — e ainda contribuem para o bolso do contribuinte, que pagará menos pelo combustível.

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.