São Paulo, 15 de junho de 2024

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

15/08/2023

Chega ao fim a novela da Ford em Camaçari

(16/08/2023) – Após mais de dois anos desde o anúncio da paralisação das operações da Ford em Camaçari, e inúmeros capítulos, chegaram ao fim as negociações entre a montadora e o governo da Bahia. Na semana passada, as partes celebraram acordo para reversão da propriedade para o governo estadual. Os valores envolvidos na transação e detalhes do acordo não foram divulgados.

A Ford divulgou, no dia 11/08, nota informando o fechamento do acordo. Segundo a nota, “esse processo seguirá a legislação vigente, que prevê posterior indenização para a empresa em valores compatíveis com o mercado. O acordo tem a finalidade de simplificar e agilizar o processo de transição de propriedade da fábrica, contribuindo para geração de valor ao Estado e à comunidade baiana”.

O acordo abre espaço para a continuidade das negociações com a montadora chinesa BYD, que já anunciou oficialmente que pretende instalar três fábricas no antigo complexo industrial da Ford, com investimento de R$ 3 bilhões.

As futuras fábricas da montadora chinesa – hoje a maior produtora de veículos elétricos do mundo – irão produzir: automóveis híbridos e elétricos, com capacidade estimada em 150 mil unidades por ano; chassis para ônibus e caminhões elétricos. A terceira unidade vai processar lítio e ferro fosfato, para atender ao mercado externo.

Um último capítulo – A história das fábricas da Ford no Brasil ainda não se encerrou por completo. Três das quatro fábricas da montadora norte-americana (que recentemente inaugurou uma fábrica moderna na Argentina) já foram vendidas: as de São Bernardo e Taubaté, em São Paulo, e a de Camaçari, na Bahia.

Resta ainda a fábrica de Horizonte, no Ceará, fechada desde o final de 2021. No local, a empresa produzia os jipes da marca Troller – empresa nacional, adquirida pela Ford em 2007. A venda da unidade cearense, a exemplo da baiana, está sendo negociada com o governo do Estado. A norte-americana teria recusado várias ofertas de grupos empresariais brasileiros pela marca Troller.

Embora tenha restringido sua atuação no mercado brasileiro à importação, a Ford ainda mantém no País o Centro de Desenvolvimento de Produto, na Bahia; o campo de provas, em Tatuí (SP); e sua sede regional em São Paulo.

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.