São Paulo, 15 de junho de 2024

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

01/04/2023

Tupy planeja investir R$ 340 milhões nos próximos três anos

(02/04/2023) – A Tupy pretende investir R$ 340 milhões nos próximos três anos. O objetivo é o de preparar e expandir as fábricas para atender à crescente demanda por serviços de alto valor agregado, o que inclui investimentos em novas tecnologias para acelerar a transformação digital das operações.

A informação consta do relatório de balanço da empresa de 2022, divulgado na semana passada. De acordo com o documento, a aquisição da MWM possibilitou à Tupy ter um posicionamento único no mundo. “A combinação de conhecimentos, capacidades e da força da marca MWM permitiu à Tupy ampliar o escopo dos contratos de manufatura, contemplando, além da usinagem, montagem de motores para terceiros e serviços de engenharia associados”.

Nesse sentido, a Tupy informa já ter firmado novas parcerias com fabricantes de caminhões Classe 8 (pesados) no mercado norte-americano e de picapes para a América do Sul. “Trata-se do fornecimento de novas gerações de blocos e cabeçotes de motor, contemplando, além da fundição, usinagem e pré-montagem, que são alguns dos serviços que integram os Contratos de Manufatura gerenciados pela Companhia”.

Os novos contratos têm duração inicial de 8 anos e sua produção deve começar gradualmente a partir de 2024. A estimativa é que, quando alcançarem todo o potencial contratado, gerem receitas adicionais de R$ 650 milhões por ano.

Segundo a empresa, estes contratos foram impulsionados pelo aumento da oferta de produtos de maior valor agregado do portfólio da MWM Tupy do Brasil,” bem como movimentos de localização da produção, que ocorrem na América do Norte, devido ao USMCA (o novo tratado de livre comércio firmado por Estados Unidos, México e Canadá), mas também no Brasil e região”.

Os produtos e serviços contemplados nestes contratos serão produzidos nas plantas da Tupy no México e no Brasil.

Receita líquida dobrou em três anos – A Tupy fechou o ano de 2022 com resultados expressivos: lucro líquido de R$ 502 milhões (o maior já registrado na história de 85 anos da companhia), receitas de R$ 10,2 bilhões e EBITDA ajustado de R$ 1,3 bilhão. Entre 2019 e 2022, a receita líquida passou de R$ 5,2 bilhões para R$ 10,2 bilhões, um salto de mais de 96% em apenas três anos.

Segundo a empresa, a integração das operações localizadas em Aveiro e Betim – adquiridas da Teksid, negócio concluído em 2021 – aumentou a base de clientes e, hoje, a Tupy fornece a grandes fabricantes de caminhões, máquinas agrícolas e de construção do Ocidente.

A empresa lembra que os resultados de 2022 ainda não refletem os efeitos da aquisição da MWM, consolidada no final do ano passado.

Energia e descarbonização – Ainda sobre a MWM, a Tupy avalia que alcançará bons resultados nos segmentos de energia e descarbonização, com destaque para soluções de mobilidade e geração de energia por meio do uso de biocombustíveis.  “No transporte rodoviário e urbano, por exemplo, já há projetos em andamento para a transformação da frota de caminhões e ônibus de grandes empresas brasileiras”, observa o relatório.

Já no segmento de energia, a MWM vem utilizando seu conhecimento em biocombustíveis, motores, grupos geradores e biotecnologia para oferecer soluções completas, que contemplam aproveitamento de resíduos sólidos urbanos e dejetos do agronegócio para a geração de eletricidade e produção de biocombustíveis.

“É motivo de orgulho termos alcançado resultados expressivos e avanços significativos na nossa estratégia”, diz Fernando de Rizzo, CEO da Tupy. “Seguimos focados em nossa visão de longo prazo direcionada ao retorno e geração de valor para nossos clientes, colaboradores, investidores e para a sociedade, estruturando uma companhia que será cada vez mais relevante na transição a uma economia de baixo carbono”.

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.