São Paulo, 10 de agosto de 2022

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

01/07/2022

Okuma fecha venda de 27 máquinas para cliente da Região Sul

(03/07/2022) – A Okuma Latino Americana, filial da empresa japonesa fabricante de máquinas-ferramenta, ganhou uma das principais concorrências de máquinas realizadas no mercado nacional no final do ano passado, promovida por um dos principais grupos industriais da Região Sul do país. As 10 primeiras máquinas chegaram em junho e estão em processo de instalação.

O pacote envolve vários tipos de máquinas e modelos da Okuma e serão destinadas à produção de peças de grande porte, como cubos de roda e tambores de freio. Nele estão tornos horizontais CNC, tornos horizontais CNC com ferramentas acionadas, tornos verticais CNC com duplo spindle, centro de usinagem verticais CNC e centros verticais CNC com troca de pallets no sistema pendular.

De acordo com Duarte Alves, diretor da Okuma Latino Americana, o grupo industrial está modernizando e ampliando a capacidade produtiva da principal planta de uma de suas unidades no Rio Grande do Sul. O pacote também abrange quatro máquinas para uma unidade do grupo recém-adquirida no Interior de São Paulo, além de duas máquinas para outras empresas do grupo.

Na avaliação de Alves, o fato de a Okuma ter saído vencedora se deve a um conjunto de fatores. O principal deles eram as exigências de tolerância de 0,011 (11 microns) estabelecidas pelo comprador para atender às novas exigências de seus clientes, em especial as montadoras de caminhões instaladas no País.

Também pesou o fato de o grupo já ser cliente da Okuma, contando inclusive com três células automatizadas, compostas apenas por máquinas da empresa japonesa. “Tínhamos, assim, uma preferência técnica, mas vencemos também os concorrentes por ter oferecido o melhor prazo de entrega, garantia estendida de cinco anos e melhores condições de pagamentos”, informa o diretor da Okuma.

“Superamos nossa meta em cerca de 15%”

Obviamente, a vitória nesta concorrência contribuiu para a filial atingir e superar a meta do ano fiscal 2021-2022, encerrado em março. “Superamos nossa meta em cerca de 15%”, afirma Alves, lembrando que a meta era bastante agressiva e audaciosa, principalmente se observado o fato de o mercado estar naquele período saindo de um momento da fase mais crítica da pandemia.

Sobre o atual ano fiscal, Duarte Alves avalia que, considerando o quadro atual da pandemia, está melhor que o esperado. “Para um ano político, com eleições, inflação em alta, guerra na Ucrânia e a continuidade da falta de componentes, até que está dentro das nossas expectativas. Poderíamos dizer que está um ano normal, não está excelente, mas também não está ruim”, diz.

“Se continuar nesse ritmo, pode ser que repita o ano passado, que foi um bom ano para nós”, comenta. “O volume de solicitação de cotações está maior. O número de projetos que estamos abrindo na área de engenharia é maior, mas em termos de conversão, de concretização de negócios, está num ritmo normal”.

A agricultura continua sendo o principal motor das demandas

O principal motor das demandas, segundo Alves, continua sendo a agricultura. “É a partir do agronegócio que se originam as vendas de caminhões, de tratores, de máquinas agrícolas em geral”, explica. Porém, também cresceu de importância a área de Infraestrutura, que está impulsionado a demanda por máquinas de construção e rodoviárias.

Outro setor que vem retomando sua posição de destaque no mercado brasileiro é o de óleo e gás. “É um mercado que estava praticamente parado e que vem dando sinais de reativação, com a abertura de novas licitações da Petrobras, que estão movimentando os fabricantes de equipamentos para esse setor”. Este setor também vem contribuindo para os negócios da Okuma em outro país sul-americano, a Colômbia, num momento em que as vendas para a Argentina estão em baixa.

Receba notícias
em seu e-mail

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.