São Paulo, 19 de agosto de 2022

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

01/07/2022

Feiras setoriais garantem bons resultados em maio, diz Abimaq

(03/07/2022) – De acordo com a Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, em maio de 2022 a indústria nacional de máquinas e equipamentos registrou crescimento na receita líquida de vendas: 3,6% na comparação anual e 13,2% em relação ao mês anterior.

Os bons resultados, segundo a entidade, são frutos dos negócios gerados durante a Agrishow no final de abril, e a Feimec, no início de maio. No ano, o setor reduziu a queda acumulada para -4,1%, contra -6,1% em abril de 2022.

Diante dos bons resultados apresentados, a Abimaq revisou as projeções de desempenho da receita, que passaram a considerar maior crescimento no mercado doméstico, 5,8% (a estimativa anterior era de 3%).

No mercado doméstico, apesar de no início do ano as atividades terem sido mais fracas, em maio houve a expansão de 11,4% da receita. Na comparação com o mesmo mês de 2021, o crescimento registrado é de 3,4%.

Exportações e importações – No mês de maio o setor de bens de capital exportou US$ 1,087 bilhão em máquinas e equipamentos. O valor é 21% maior do que o registrado em abril deste ano e 33,45% acima de maio de 2021. No acumulado de 2022 (jan-maio), o setor aumentou as exportações em 31,7%.

Em maio, somente um segmento registrou queda nas exportações em relação a abril, “Máquinas para bens de consumo” (-7,3%). Os demais segmentos estiveram em crescimento, com destaque para “Máquinas para a infraestrutura e indústria de base” (41,3%). “Máquinas para a indústria de transformação” alcançou crescimento de 0,5% nas exportações.

Após a retração de 16%, no mês de maio, as importações de máquinas e equipamentos voltaram a subir. Em relação ao mês de abril, o crescimento foi de 15,1% e, em comparação ao mesmo mês de 2021, o crescimento foi de 8%.

No acumulado do ano, as importações se mantiveram positivas, com crescimento de 13,4%. A média de importações de máquinas e equipamentos superou a marca dos US$ 2 bilhões em maio, acima dos US$ 1,9 bilhão de 2021.

Segundo a Abimaq, “estes números são mais um indicativo de recuperação dos investimentos em máquinas e no mercado doméstico em 2022”.

Consumo aparente – O consumo aparente no mês de maio registrou crescimento de 8,9%. Já na comparação com o mesmo mês do ano passado, o consumo manteve a queda observada ao longo do ano, em razão do encolhimento das aquisições tanto de máquinas produzidas localmente como importadas.

No acumulado do ano, houve queda de 7,4% no consumo aparente de máquinas e equipamentos.

Receba notícias
em seu e-mail

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.