São Paulo, 01 de julho de 2022

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

11/06/2022

Blum amplia espaço no mercado de metrologia em processo

(12/06/2022) – “A metrologia em processo ficou muito estagnada na indústria brasileira”, afirma Rogério Moraes, diretor da Blum-Novotest do Brasil, filial brasileira da empresa alemã que é uma das principais fabricantes mundiais de apalpadores de medição e presets de ferramentas a laser.

Em sua opinião, a sequência de crises e incertezas na economia brasileira deixaram os empresários inseguros para realizar investimentos no campo da medição em processo, o que causou um atraso no emprego de novas tecnologias.

“Para se ter uma ideia, por falta de alguns dispositivos e opcionais, nos controles CNCs, hoje no Brasil só utilizamos 30% dos recursos dos CNCs”, comenta. Vale dizer que estes recursos poderiam trazer vários benefícios à produção, como a eliminação de refugos e os consequentes incrementos na qualidade das peças usinadas e na produtividade e, inclusive, a redução dos custos de produção.

Porém, este quadro está mudando. “Nós temos procurado trabalhar bastante no mercado com a divulgação de novos conceitos e novas tecnologias, inclusive com a realização de pequenos retrofittings em máquinas que estão sendo utilizadas nas fábricas e temos tido sucesso, quebrando alguns paradigmas”, informa.

Segundo Moraes, o que tem beneficiado a Blum-Novotest nessa tarefa é o fato de a empresa contar com amplo portfólio de equipamentos e também de softwares, capazes de se integrar às diversas marcas (e gerações) de CNCs do mercado. Entre eles, cita os softwares LC Vision, um dos mais recentes lançamentos da empresa, que controla o perfil da ferramenta; o Spindle Control, que monitora o funcionamento do spindle das máquinas; e o FormControl, software de medição que controla a superfície das peças, comparando-as com o modelo matemático gerado no CAD.

O portfólio conta ainda com produtos de parceiros, caso do AutoComp, software para a automação da medição em processo, capaz de processar os dados de dispositivos de medição eletrônica, eliminando o erro humano. “O AutoComp lê o arquivo de medição da peça e calcula e corrige automaticamente os desvios da ferramenta no CNC”.

Na avaliação do diretor, prova da mudança no comportamento da indústria brasileira pode ser vista na Feimec 2022, no mês passado. “Os visitantes eram muito qualificados e vieram com muitas necessidades na área de metrologia em processo. E a Blum-Novotest, com os vários softwares que ofertamos no mercado brasileiro, estávamos alinhados às necessidades desses visitantes”.

De acordo com Moraes, assim como antes da feira, a demanda maior do mercado por metrologia em processo está nas indústrias de autopeças, principalmente as de aftermarket, moldes e matrizes, aeroespacial, caminhões e de máquinas e implementos agrícolas. “Nossa perspectiva para este ano é de um aumento entre 15% a 20%, em relação ao faturamento de 2021, quando obtivemos um crescimento bastante expressivo”, conclui.

Receba notícias
em seu e-mail

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.