São Paulo, 27 de junho de 2022

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

11/06/2022

Sandvik lança as microbrocas CoroDrill 862 e 462

(12/06/2022) – A fabricante de ferramentas Sandvik Coromant acaba de anunciar o lançamento das linhas de microbrocas CoroDrill 862 e CoroDrill 462. Os produtos são focados na usinagem de componentes minúsculos, como os empregados pela indústria eletrônica em smartphones, tablets, entre outros.

De acordo com a empresa, a crescente necessidade por componentes eletrônicos menores apresenta desafios reais para os fabricantes, inclusive em processos como a microfuração que envolve a produção de furos de diâmetros inferiores a 3,00 mm (0,118 polegada). As técnicas de microfuração são usadas para fabricar peças que vão desde componentes aeroespaciais, válvulas hidráulicas, caixas de relógios e dispositivos médicos até instrumentos cirúrgicos, componentes eletrônicos, atuadores, sensores, sistemas de navegação e muito mais.

O principal desafio para os fabricantes, segundo a Sandvik, é a usinagem de componentes pequenos e complexos em materiais de difícil usinabilidade, como Inconel, aço inoxidável, cerâmica e titânio. A maior dificuldade é usinar esses materiais de forma econômica, mantendo a máxima qualidade, com acabamentos superficiais perfeitos.

As novas ferramentas vêm atender a esse crescente nicho de mercado. A CoroDrill 462 conta com a geometria -XM e a CoroDrill 862, com a geometria –GM e são ideais para furação de precisão nos setores que lidam com peças pequenas, como o médico, o aeroespacial, o automotivo, engenharia em geral, eletrônica e relojoaria entre outros. Essa linha de microbrocas está disponível para auxiliar a usinagem de todos os materiais ISO, P, M, K, S, O e H. As novas geometrias oferecem grande diversidade de diâmetros e comprimentos de corte.

Testes – Segundo a Sandvik Coromant, testes realizados por especialistas da empresa, comparando o desempenho da CoroDrill 862 com outras ferramentas do mercado, apontam que a ferramenta é capaz de produzir mais furos com aumento de mais de 100% em sua vida útil.

Cada ferramenta foi usada em uma máquina DMG Mori Milltap 700, com o propósito de fazer furos cegos em uma peça de trabalho de aço inoxidável ISO M 316L. Foi usado o mesmo set-up de ferramentas nos dois casos, diâmetro de corte de 2,5 mm (Dc), velocidade (vc) de 40 m/min e taxa de avanço de 0,04 (fn) mm/z.

A CoroDrill 862 produziu 1.260 furos, um aumento de mais de 100% na vida útil da ferramenta em relação à broca da concorrência. Já a ferramenta concorrente produziu 630 furos antes de alcançar o fim da vida útil, conforme a Sandvik Coromant.

Os engenheiros da empresa sueca recomendam que os clientes que procuram fazer microfuros em materiais notoriamente difíceis de usinar como titânio, alumínio, vidro e cerâmica, considerem o uso do revestimento de diamante policristalino (PCD) para prolongar a vida útil da ferramenta nessas aplicações exigentes. Também é crucial ter uma refrigeração de qualidade para escoar os cavacos de forma eficiente durante a usinagem de furos profundos com microferramentas.

Receba notícias
em seu e-mail

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.