São Paulo, 06 de julho de 2022

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

28/05/2022

Trumpf registra o melhor momento de sua história no Brasil

(29/05/2022) – Fabricante de máquinas de corte e dobra de origem alemã, a Trumpf do Brasil deve alcançar no atual ano fiscal (2021/2022) o melhor desempenho da história da subsidiária brasileira. “Ao final de junho, quando se encerra nosso ano fiscal, devemos registrar crescimento de quase 200%”, afirma João Carlos Visetti, CEO da Trumpf do Brasil.

De acordo com Visetti, esse excelente resultado pode ser creditado em grande parte ao processo de reshoring (a internalização de produtos antes fabricados fora do país, em especial na China) que está ocorrendo em vários países, principalmente no Brasil e nos EUA.

Este seria um dos reflexos dos problemas causados para a indústria de manufatura mundial com o fechamento do mercado chinês, ocorrido no início da pandemia de Covid-19. Para Visetti foi “a segurança no fornecimento de partes e peças” que impulsionou o processo de reshoring, embora alguns especialistas apontem como principal motivo a forte valorização do dólar, no caso brasileiro, ocorrida no mesmo período.

O executivo acrescenta que existe até uma nova denominação para o reshoring, que agora já estaria sendo chamado de “near shoring”, ou seja, trazer a produção para locais mais próximos da montagem ou do mercado consumidor.

Agronegócio e Construção – A esse fator soma-se ainda o bom momento vivido pelas indústrias de máquinas agrícolas e de máquinas de construção que está ocorrendo no mercado brasileiro. “O agronegócio está investindo em modernização, comprando mais equipamentos e os fabricantes de máquinas e equipamentos estão trazendo a produção de partes e peças para o Brasil”, comenta.

Mas não só. Outros segmentos industriais também têm contribuído para o bom desempenho da empresa no Brasil. Entre eles, os caminhões e implementos rodoviários, de produtos elétricos, de equipamentos de TI, de automação bancária e também a recuperação na produção de ônibus. “O setor moveleiro também está em crescimento”.

Feimec – Visetti concedeu esta entrevista ao Usinagem-Brasil durante a realização da Feimec, no início do mês. O executivo considerou o movimento da feira muito bom, tanto que, nos primeiros dias do evento, já havia comercializado todas as máquinas em exposição.

Um dos destaques no evento era o lançamento da TruLaser Série 1000 (modelo 1030), máquina laser para o corte de chapas de espessura até 10 mm com ar comprimido, que pode ser facilmente automatizada ou interligada a outras máquinas, compondo uma linha de produção no conceito da Indústria 4.0.

Também foram apresentadas a TruLaser Série 3000, que permite automação versátil, com seleção de componentes em sistema modular, as dobradeiras TruBend 7050 (compacta e de alta velocidade) e TruBend 7000 (para peças pequenas e médias) e a puncionadeira TruPunch 2000, máquina de entrada no mundo do puncionamento automatizado.

Receba notícias
em seu e-mail

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.