São Paulo, 30 de junho de 2022

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

28/05/2022

Fapesp investe em 3 novos Centros de Pesquisa em Engenharia

(29/05/2022) – A Fapesp anunciou na semana passada o lançamento de três novos Centros de Pesquisa em Engenharia (CPEs) em parceria com as empresas Embraer, Ericsson e GlaxoSmithKline (GSK). O programa de CPEs viabiliza sinergias entre a iniciativa privada e o setor acadêmico visando produzir e disseminar pesquisa de nível mundial, com a geração de alto impacto econômico e social por meio da inovação.

Desde a criação do programa, em 2012, foram criados e entraram em operação 20 centros. Junto com os três novos, eles mobilizarão mais de R$ 1,5 bilhão em atividades de pesquisa nos próximos anos. “O CPE constitui um modelo de financiamento à pesquisa que integra o setor empresarial com o acadêmico em um arranjo extremamente eficiente e que a Fapesp, em conjunto com os seus parceiros, vem aprimorando constantemente”, afirma Luiz Eugênio Mello, diretor científico da Fapesp.

Com investimento previsto de R$ 48 milhões nos próximos cinco anos, o Centro de Pesquisa em Engenharia para a Mobilidade Aérea do Futuro (CPE-MAF), a ser constituído em parceria com a Embraer, será instalado no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos. Os projetos serão conduzidos por pesquisadores da instituição e da empresa, em parceria com pesquisadores da Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (USP).

Um dos objetivos do novo centro será desenvolver pesquisas sobre tópicos inovadores que tenham potencial para contribuir, em médio e longo prazo, para o aumento da competitividade da indústria aeronáutica nacional. Os focos de pesquisa no novo centro serão nas áreas de redução de emissões, sistemas autônomos e projeto e manufatura avançada. Algumas das linhas de pesquisa em redução de emissões, por exemplo, serão o controle de máquinas para a propulsão elétrica e a integração aeropropulsiva de aeronaves elétricas.

Desenvolvimento de rede – O Centro de Pesquisa Smart Networks and Services for 2030 (Smartness), que será constituído em parceria com a Ericsson e sediado na Unicamp, terá o objetivo de desenvolver pesquisas de ponta em redes de computadores e serviços de aplicações digitais focadas em áreas estratégicas nas quais impactos científicos e tecnológicos podem ser alcançados até 2030.

O foco de pesquisa do centro será nas áreas de computação de borda, programabilidade de redes, arquiteturas cognitivas, segurança e sustentabilidade. Com a implantação da quinta geração para redes móveis e de banda larga (5G) e o desenvolvimento do 6G, os principais desafios do novo centro serão projetar e operar infraestruturas de computação em nuvem e rede com capacidade para alavancar a próxima geração de serviços de internet e novas aplicações.

O centro contará com a participação de pesquisadores do Instituto de Computação (IC) da Unicamp, das universidades de São Paulo (USP), do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) e das universidades federais de São Carlos (UFSCar), do ABC (UFABC), do Amazonas (UFAM), do Espírito Santo (UFES), de Goiás (UFG), do Pará (UFPA), do Rio Grande do Norte (UFRN), de Campina Grande (UFCG), do Ceará (UECE), de Uberlândia (UFU), da Bahia (UFBA), de Minas Gerais (UFMG), do Rio Grande do Sul (UFRGS) e do Pampa (Unipampa). O centro contará ainda com a colaboração de pesquisadores da Ericsson Research.

Pesquisa em imuno-oncologia – O Centro para Pesquisa em Imuno-Oncologia (CRIO), que será criado com a GSK e sediado no Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein, terá o objetivo de encontrar novos alvos para imunoterápicos em tumores que não respondem bem aos tratamentos atuais, além de buscar marcadores que possam predizer quais pacientes responderão melhor à imunoterapia.

O CRIO será o terceiro CPE constituído pela Fapesp em parceria com a farmacêutica e integra um programa lançado em 2015 pela companhia chamado “Trust in Science”.

Receba notícias
em seu e-mail

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.