São Paulo, 16 de maio de 2022

26/03/2022

Gargalos na produção são comuns; corrigi-los é essencial

(27/03/2022) – Independentemente do setor de atuação, toda indústria já precisou lidar com algum tipo de problema ou desafio ao longo de sua trajetória. Uns não geram grandes impactos, outros, por sua vez, comprometem todo o fluxo da linha de produção, ocasionando prejuízos. São os chamados gargalos da produção industrial.

Quando não identificados e eliminados a tempo, os gargalos da produção industrial podem interromper os processos produtivos ou fazer com que eles apresentem velocidade muito abaixo do esperado.

A seguir, saiba mais sobre estes problemas, além de suas causas principais.

O que são os gargalos de produção industrial? – No ambiente da indústria, os gargalos são definidos pelos eventos que limitam a capacidade de um sistema e, consequentemente, representam um custo maior para a empresa – sem contar a perda de tempo e produtividade.

Este problema recebe esse nome em referência a um gargalo de garrafa, que, dependendo de sua dimensão, é um fator de definição da velocidade de saída do seu conteúdo.

“Um gargalo de produção é o ponto ou fator em que a linha de produção fica parada, fazendo com que os demais processos não tenham continuidade ou aconteçam, porém com baixa velocidade”, complementa Angela Gheller, diretora de Manufatura da Totvs.

Importante ressaltar que os gargalos podem acontecer por fatores internos e externos.

– Fatores internos – Quebra de uma máquina, excesso de materiais em determinado processo, planejamento de produção sem considerar todas as variáveis, excesso de reprogramações e até mesmo falta de conhecimento produtivo sobre algum item;

– Fatores externos – Falta de matéria-prima, baixa visibilidade da demanda, gerando alto volume de pedidos emergenciais, por exemplo.

Segundo a diretora de manufatura da Totvs, os impactos destes gargalos são diversos para a indústria. “Posso mencionar a baixa qualidade no produto final, desgaste da equipe com imprevistos, queda de produtividade e falta de previsibilidade da produção, e por fim, impacto financeiro, uma vez que a produção e faturamento são prejudicados.”

Soluções para os principais gargalos de produção industrial

Uma vez identificados, várias são as formas a serem adotadas para resolver os gargalos da produção industrial, garantindo a alta efetividade do processo produtivo.

A tecnologia é uma das principais aliadas da indústria para auxiliar a reduzir estes gargalos, e isso ocorre de diversas maneiras. Um dos usos da tecnologia é promover a unificação e apuração das informações estratégicas da empresa em um sistema de gestão (ERP) específico para atender às demandas da Indústria.

“Com todos os dados sobre compras, pedidos, número de máquinas e histórico de produção, e outros, é possível identificar um aumento de demanda, possível falta de matéria-prima, tendências sazonais etc., o que permite antecipar problemas e potencializar a produção”, informa Angela.

Aprofundando ainda mais, a diretora indica a importância de uma solução de Planejamento Avançado de Produção (APS – Advanced Planning Schedule). “Essa solução tem como objetivo planejar o que produzir e comprar, respeitando as variáveis e capacidade real de produção, aplicando em cima disso tudo a regra de melhor sequenciamento e execução de cada tarefa”.

O uso do APS reduz significativamente as possibilidades de gargalos na linha de produção, aumentando a eficiência operacional da indústria como um todo.

Outra maneira que a tecnologia ajuda a minimizar os gargalos da indústria é a Internet das Coisas (IoT).

Uma das aplicações mais eficazes é a conexão das máquinas com o sistema de gestão, que torna possível identificar quando o maquinário não está funcionando corretamente, se houve queda de produtividade em alguma linha e antecipar manutenções, evitando perda de tempo e de dinheiro.

Por fim, cabe pontuar as possibilidades com uso de Inteligência Artificial aplicada à indústria para aumentar a eficiência, detectando anomalias em ciclos de produção, predição de prazo de entrega de lotes, identificação de gargalos em processos, gêmeos digitais, entre outros.

Dessa forma, com a devida atenção e cuidado, qualquer indústria consegue combater os principais gargalos. Isso exige investimento em tecnologia, além do constante treinamento da equipe.

(*) Artigo originalmente publicado pela Totvs e também no site “A Voz da Indústria”

Receba notícias
em seu e-mail

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.