São Paulo, 22 de maio de 2022

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

12/03/2022

Com demanda em alta, GDS amplia produção de especiais

(13/03/2022) – Empresa familiar, criada nos anos 1980, em São Paulo, a GDS Ferramentas de Corte se encontra em fase de grande expansão. O aumento da demanda impulsionou a realização de investimentos em novas máquinas, a ampliação do quadro de funcionários, incluindo a recente instalação de um segundo de produção.

“2021 foi um dos melhores anos da história da GDS. Tivemos um crescimento expressivo, de mais de 100% no faturamento, principalmente para os setores de linha branca, ferramentaria e prestadores de serviços para montadoras de caminhões”, afirma Fabrício Pigato, gerente de Vendas e Marketing da empresa. “A indústria está aquecida. Temos visitado muitas empresas que estão investindo em máquinas, contratando pessoas, abrindo novos turnos… O cenário é de muito otimismo”.

Para atender a alta na demanda e as perspectivas futuras, a GDS adquiriu uma máquina tridimensional da Starrett, acaba de receber um centro de usinagem da Mazak e aguarda para agosto a entrega de uma afiadora 5 eixos da Walter, equipada com robô. “Nossa intenção é colocar esta máquina para operar 24 horas, 7 dias por semana”, comenta.

Os investimentos são também uma necessidade demandada pelo mercado, na medida que a GDS tem sido procurada por grandes empresas, muitas delas exigindo garantias de cumprimento de prazos de entrega e capacidade de produção. “Daí a necessidade de investirmos numa segunda afiadora 5 eixos e no novo centro de usinagem rápido e alta precisão”, informa, acrescentando que a empresa também aplicou recursos na compra de softwares e em uma máquina de gravação a laser.

Pigato lembra que por muito tempo a GDS atuou no nicho de ferramentas de corte para plásticos e fibra de vidro – onde, aliás, continua atuante e com posição de destaque. Nos anos 2000, decidiu expandir a produção para novas linhas, com a produção de suportes, ferramentas rotativas especiais e a produção de perfis especiais em insertos de metal duro.

A empresa também tem investido em novos segmentos, como o de implantes odontológicos e ortopédicos. Um dos produtos voltados a este segmento é o anel de corte para turbilhonador de rosca para usinagem de parafuso ortopédico.

A empresa também tem conquistado espaço no mercado de serviços de reafiação. “É um mercado de alto potencial e temos conquistado clientes de grande porte nesse segmento”, diz Pigato, informando que tem se surpreendido com o número de empresas – inclusive de grande porte – que não reafiam as ferramentas usadas, que simplesmente são vendidas como sucata.

“Recentemente, estive em uma empresa que descartava grande quantidade de ferramentas usadas, o equivalente a cerca de 100 mil reais/mês, e que nunca havia sequer tentado enviá-las para reafiação”, afirma. “Acredito que temos muito espaço para crescer também em reafiação”.

Com os novos investimentos, principalmente com a entrada em operação da nova afiadora no segundo semestre, Pigato acredita que será possível manter o rimo de crescimento num patamar alto em 2022. “Nossa expectativa é de crescer em torno de 50% este ano”, conclui Pigato.

Receba notícias
em seu e-mail

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.