São Paulo, 10 de agosto de 2022

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

22/04/2006

DS fabrica torno vertical de grande porte no Brasil

Desde que trouxe para o mercado nacional, no final de 2004, os produtos e soluções para usinagem da chinesa ZCC-CT, a Wolf Brasil vem registrando crescimento contínuo. O ingresso da Rotafi, de Joinville, na rede de distribuição da Wolf, para atender o mercado de Santa Catarina, é mais um indicativo da expansão e crescente aceitação dos produtos da ZCC no mercado nacional.

Para oficializar a parceria, a Wolf Brasil e Rotafi organizaram evento na semana passada em Joinville, que reuniu clientes e vários representantes de indústrias catarinenses. O evento contou ainda com a presença de Li Difei, acionista da e diretor de vendas da América do Norte e América Latina ZCC-CT.

Parte do evento se concentrou em apresentar aos participantes “quem é a gigante chinesa que está chegando ao mercado catarinense” – tema que foi objeto de campanha publicitária ao longo do mês de março naquele Estado. “Nossa intenção foi criar uma expectativa para o evento, com uma campanha girando em torno do tema gigante para que todos os convidados pudessem entender o sentido da palavra quando assistissem a apresentação”, informa Elisabete Nanni, analista de Marketing da Wolf Brasil.

Equipe de vendas Rotafi, diretoria Wolf Brasil e Li Difei
A DS Technologie, empresa de capital nacional instalada em Sorocaba (SP), está concluindo o projeto de desenvolvimento para iniciar a produção de tornos verticais de grande porte. A máquina terá placa de 5 metros, com diâmetro máximo de passagem de 6 m, altura torneável de 2,5 m e suportará peças de até 50 t.

A empresa começou a fabricar máquinas no ano passado, quando lançou um torno vertical com placa de 500/630/800 mm de diâmetro, diâmetro máximo de passagem de 1000 mm e altura torneável de 800 mm. Em seguida, produziu modelo um pouco maior, com placa de 800/1000/1200 mm, diâmetro máximo de passagem de 1400 e altura máxima de 1350 mm.

A DS está entregando o seu quarto torno vertical, mas a experiência com a fabricação de máquinas do fundador da empresa, Ralf Hersing, soma mais de três décadas. Hersing, presidente da DS, iniciou suas atividades em 1974, na Alemanha. Em 1976, veio para o Brasil, contratado pela Engrenasa, onde trabalhou até o fechamento da empresa, em 1998.

Com a desativação da Engrenasa, Hersing passou a prestar serviços de reforma e manutenção aos vários usuários de máquinas produzidas pela Engrenasa e também pela Maquinasa. Em 2001, fundou a DS Technologie, passando a atuar com reforma e retrofitting de máquinas em geral.

Desse contato com os clientes, Hersing diz ter percebido a necessidade de fabricar tornos verticais, lacuna deixada no mercado nacional com o fechamento da Engrenasa. O engenheiro diz que optou por iniciar pela produção dos tornos de menor porte, mas avalia que o potencial de mercado no Brasil é maior no segmento de máquinas de maior porte. “Vários clientes já nos solicitaram máquinas maiores”, diz.

Até outubro, a primeira máquina com placa de 5 metros estará pronta e poderá ser fornecida com 3,5 metros de diâmetro de placa e 4,5 metros de passagem. A DS, então, irá se dedicar ao projeto de um modelo para atender a faixa intermediária, com placa de 2 a 2,8 m. Hersing lembra que todos os modelos podem ser fornecidos com ferramenta acionada, podendo, portanto, realizar operações de torneamento, fresamento e furação.

Receba notícias
em seu e-mail

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.