São Paulo, 19 de agosto de 2022

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

22/04/2006

Guhring amplia produção nos EUA

Desde que trouxe para o mercado nacional, no final de 2004, os produtos e soluções para usinagem da chinesa ZCC-CT, a Wolf Brasil vem registrando crescimento contínuo. O ingresso da Rotafi, de Joinville, na rede de distribuição da Wolf, para atender o mercado de Santa Catarina, é mais um indicativo da expansão e crescente aceitação dos produtos da ZCC no mercado nacional.

Para oficializar a parceria, a Wolf Brasil e Rotafi organizaram evento na semana passada em Joinville, que reuniu clientes e vários representantes de indústrias catarinenses. O evento contou ainda com a presença de Li Difei, acionista da e diretor de vendas da América do Norte e América Latina ZCC-CT.

Parte do evento se concentrou em apresentar aos participantes “quem é a gigante chinesa que está chegando ao mercado catarinense” – tema que foi objeto de campanha publicitária ao longo do mês de março naquele Estado. “Nossa intenção foi criar uma expectativa para o evento, com uma campanha girando em torno do tema gigante para que todos os convidados pudessem entender o sentido da palavra quando assistissem a apresentação”, informa Elisabete Nanni, analista de Marketing da Wolf Brasil.

Equipe de vendas Rotafi, diretoria Wolf Brasil e Li Difei
A Guhring vai expandir a produção de ferramentas de metal duro, aço rápido, brocas de PCD, alargadores e fresas nos EUA. A empresa adquiriu terreno de 2 mil m² contíguo às duas unidades que já mantém na cidade de Brookfield, no Wisconsin. A empresa mantém ainda outra unidade nos EUA, em New Hudson.

Segundo a Guhring, nos 25 anos que está presente nos EUA, tem constantemente ampliado sua capacidade de produção, assim como a qualidade dos produtos. As fábricas locais estão equipadas com modernas retíficas CNC, muitas delas projetadas e fabricadas pela própria empresa. “São unidades que estão no estado-da-arte da produção de ferramentas”, diz o material divulgado à imprensa na semana passada. No total, a filial norte-americana conta com cerca de 125 retificas capazes de produzir ferramentas complexas a partir de blanks em um único setup. Isto tem permitido à empresa reduzir os custos de fabricação, além de alcançar as mais críticas tolerâncias solicitadas.

A nova unidade vai ampliar a capacidade de produção, especialmente nas áreas de PCD, revestimento e recondicionamento de ferramentas. “Sem esquecer das linhas de metal duro e aço rápido que fizeram da empresa um dos maiores fabricantes de ferramentas de corte dos EUA”, diz a empresa.

A nova fábrica contará ainda com unidade de treinamento, com salas para apresentações teóricas e práticas, nas áreas de furação, fresamento e rosqueamento para distribuidores e clientes. A unidade de treinamento deve estar em operação até o final de 2006.

Receba notícias
em seu e-mail

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.