São Paulo, 22 de maio de 2022

Apoio:

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

06/11/2021

Stellantis testa sistema 5G na fábrica de Goiana (PE)


(07/11/2021) – A Stellantis começou a testar no polo automotivo de Goiana (PE) o primeiro sistema 5G aplicado à indústria automobilística no Brasil.

Desenvolvido em parceria com a TIM (provedora do sinal e da estrutura de rede) e com a Accenture (integradora), o sistema de internet ultrarrápida já está sendo usado na verificação dos emblemas dos modelos produzidos na unidade, Jeep Commander, Compass, Renegade e Fiat Toro, em suas diferentes versões.

Cabe a um sistema de câmeras que opera através de inteligência artificial verificar se os adesivos correspondem ao modelo em produção. Está fase é vista como crítica pela Stellantis, já que existem mais de 100 variações de um modelo para outro, e que exigem arranjos diferentes de emblemas.

“Este é só o primeiro passo para disseminar a tecnologia 5G no polo de Goiana”, antecipou o presidente da Stellantis para a América Latina, Antonio Filosa. “Outras cinco aplicações já estão em fase de desenvolvimento”.

De acordo com Filosa, essas aplicações estarão ligadas ao fluxo logístico e à comunicação de dados entre a fábrica e os fornecedores, por exemplo, e foram escolhidas dentro de um lote de 20 aplicações passíveis de serem realizadas via 5G.

“Mas o desenvolvimento pleno dessas cinco, no entanto, também dependerá da disponibilidade de hardwares compatíveis no mercado”, ressaltou o executivo.

O desenvolvimento do projeto piloto em Goiana levou três meses e envolveu a instalação de uma torre de comunicação na unidade. A TIM obteve junto à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) uma licença temporária para prover o sinal, uma vez que ele ainda não é regulamentado no país.

Para Leonardo Capdeville, CTIO da TIM Brasil, a tecnologia 5G standalone, como a usada de forma pioneira no polo de Goiana (inclusive no mundo), permitirá usar a conectividade com flexibilidade em todo o polo automotivo, desenvolvendo a aplicação do 5G nos mais diversos processos da indústria automobilística.

“Sem dúvida, a planta de Goiana é o pontapé inicial da internet ultrarrápida no setor”, disse Capdeville, para quem, passado o leilão do 5G, recem-realizado, deve surgir uma onda de serviços automotivos ligados à tecnologia.

Receba notícias
em seu e-mail

Usinagem Brasil © Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:

Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Privacidade.