São Paulo, 27 de Novembro de 2021

  • Notícias

    Com gateway Siemens, MWM investe em IoT


    (21/11/2021) - O uso do gateway Brownfield Connectivity, desenvolvido pela Siemens, permitiu à MWM Motores e Geradores coletar dados de máquinas de diferentes fabricantes – e com diferentes tempos de vida - dentro de sua fábrica localizada na cidade de São Paulo.

    Com o gateway, a MWM conseguiu conectar os equipamentos de maneira segura e centralizada em um único servidor. A empresa, complementarmente, também passou a integrar e operar os dados dentro do MindSphere, plataforma da Siemens baseada em nuvem para a Internet das Coisas Industrial (IIoT).

    O uso dessas soluções ainda possibilitou o desenvolvimento de um aplicativo de Realidade Aumentada (RA) para monitoramento em tempo real dos equipamentos visando a manutenção preditiva.

    Outro recurso, em fase de desenvolvimento, será focado nas informações de eficiência de cada equipamento para dar maior transparência para toda a operação da fábrica. E novos aplicativos para facilitar a atuação da companhia no chão de fábrica também já estão sendo testados.

    “O MindSphere, de fato, é uma ferramenta poderosa para transformar dados em informações capazes de aumentar a eficiência dos equipamentos e do conjunto da operação fabril”, afirma Rafael Alves, coordenador de Desenvolvimento de Negócios da Siemens. “E uma das formas mais eficientes para coletar estes dados do chão de fábrica, seja de equipamentos novos, antigos, ou de diferentes fabricantes, é utilizando o Brownfield Connectivity”.

    De acordo com Michael Ketterer, diretor da unidade de negócios Operações e Qualidade da MWM, a possibilidade de a coleta de dados poder vir de forma segmentada também gera indicadores que auxiliam na elaboração dos planos de ação para cada área da empresa.

    “Realmente, as soluções Brownfield e MindSphere simplificam a atuação e a tomada de decisões, beneficiando toda a operação de maneira integrada”, explica.

    Antes de optar pelas soluções da Siemens, a MWM cogitou realizar a captação dos dados com a instalação de um módulo de Ethernet em cada uma das máquinas da empresa, mas logo descobriu que esta iniciativa teria um custo maior em comparação ao Brownfield Connectivity Services.