São Paulo, 02 de Agosto de 2021

  • Notícias

    BNDES financia mais dez parques eólicos no Nordeste


    (18/07/2021) - O BNDES informou na quinta-feira passada (15 de julho) que financiará a implantação de dez parques eólicos, com 409,20 MW de capacidade instalada, no Piauí e Pernambuco. O financiamento será concedido a 10 sociedades de propósitos específicos (SPEs) pertencentes à VTRM, joint venture criada entre a Votorantim Energia e o fundo canadense CPP Investments. O montante financiado será de R$ 1,62 bilhão.

    A previsão é que os dez parques entrem em operação comercial em 2022. Para o fornecimento de 93 aerogeradores de última geração, a empresa firmou acordo com a multinacional Vestas, que irá produzir estes equipamentos em sua fábrica brasileira, instalada em Aquiraz, no Ceará.

    Os recursos financiados serão utilizados primordialmente na aquisição de aerogeradores no Brasil. Dessa forma, o BNDES estimula o desenvolvimento da cadeia de fornecedores desse equipamento no país.

    “Os complexos Ventos do Piauí II e III representam uma expansão de 72% da nossa capacidade instalada na região. Juntamente com os parques Ventos do Piauí I e Ventos do Araripe III, já em operação, estes projetos irão compor o maior cluster de geração eólica do Brasil, contribuindo ainda mais para o desenvolvimento da economia local, com arrecadação de tributos e a promoção de emprego e renda nos municípios onde estamos presente”, explica o CFO da Votorantim Energia, Carlos Guerra.

    “As perspectivas para o setor no Brasil, especialmente para as fontes renováveis, são bastante promissoras, dado o interesse mundial por energia limpa e o avanço da pauta ASG. Essa evolução e amadurecimento do setor estabelecem uma nova dinâmica com inúmeras oportunidades, onde o apoio do BNDES tem sido importante”, destaca o diretor-geral da VTRM , Frederico Sarmento.

    Segundo o banco estatal, os investimentos do BNDES em geração estão alinhados ao esforço do Plano Nacional sobre Mudanças Climáticas (PNMC) para redução das emissões de gases de efeito estufa. No Brasil, já foram implantados mais de 600 parques eólicos, totalizando 15,4 GW em capacidade instalada. Com isso, a energia elétrica proveniente de fonte eólica passou a ocupar o segundo lugar em relevância na matriz elétrica brasileira.

    RAIO-X DO PROJETO

    Ventos do Piauí II e III (previsão de início de construção em 2021 e início de operação em 2022)

    10 parques eólicos

    93 aerogeradores

    Capacidade instalada: 409,2 MW

    Investimento: aproximadamente R$ 2 bilhões