São Paulo, 02 de Agosto de 2021

  • Notícias

    Mercedes triplica exportações para a América Latina


    (18/07/2021) - A Mercedes-Benz informa ter atingido expressivo crescimento nos embarques de caminhões e ônibus no primeiro semestre de 2021. Segundo a empresa, o resultado foi impulsionado pela recuperação dos mercados latino-americanos, que começam a retomar suas atividades econômicas, desacelaradas por conta dos efeitos da pandemia da Covid-19.

    Com isso, a Mercedes-Benz do Brasil quase quadruplicou suas exportações de caminhões e ônibus para a América Latina, indo de 406 unidades no primeiro semestre do ano passado para 1.890 unidades em 2021, ou seja, 365% de crescimento na comparação com o mesmo semestre do ano passado.

    No segmento de caminhões, foram 1.482 caminhões enviados para clientes da América Latina, cerca de 700% a mais na comparação com as 184 unidades do mesmo período de 2020.

    “Isso é reflexo de uma recuperação muito forte em países como Chile, Peru e Colômbia, devido à alta de preço das commodities no mercado internacional, o que traz muitas vantagens para o agronegócio e a mineração”, explica Jens Burger, diretor-geral do Centro Regional Daimler América Latina, unidade localizada junto à fábrica da Mercedes-Benz do Brasil em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista.

    “No caso do segmento de ônibus, os efeitos da pandemia, como a redução no número de passageiros, tornam a retomada da normalidade do mercado mais lenta”, diz o diretor. “Mesmo assim, registramos um incremento de 84% nas nossas exportações de ônibus, com 408 unidades vendidas no primeiro semestre de 2021, frente a 222 unidades de igual período do ano passado. Assim como no Brasil, o setor de fretamento também teve papel importante nas vendas de ônibus na América Latina”.

    60 anos de exportações - A montadora registra ainda que em 2021 alcança o marco histórico de 60 anos de exportações de veículos comerciais produzidos em sua fábrica de São Bernardo do Campo (SP). O primeiro lote, de 550 ônibus O 321 H, foi destinado à vizinha Argentina. Desde então, a subsidiária brasileira atende não só a América Latina, como também importantes mercados em outros continentes.

    Neste primeiro semestre, também foram entregues na América Latina outras 3.425 unidades de caminhões e ônibus exportadas da Alemanha, Estados Unidos, Japão e Índia, das marcas Mercedes-Benz, Freightliner e FUSO.