Publicação exclusiva do site Usinagem Brasil
www.usinagem-brasil.com.br

Caoa Chery amplia produção e planeja exportar


(06/06/2021) - Para atender a demanda pelo recém-lançado Tiggo 3X Turbo e também futuros projetos, a Caoa Chery está expandindo o seu quadro de funcionários. Atualmente, seu complexo industrial, em Jacareí (SP), conta com 560 trabalhadores. A perspectiva é ampliar em 12% o quadro de colaboradores. “A gente deve passar agora para 620 a 630 funcionários”, diz Marcio Alfonso, CEO da montadora que possui três projetos em andamento.

O novo veículo passou por uma “localização”, com a renovação de seu interior e uma nova calibração de motor, câmbio e suspensão. A experiência de adaptar o novo SUV para as necessidades do consumidor brasileiro levou a empresa a pensar na possibilidade de exportação para outros mercados da América do Sul.

A capacidade produtiva da fábrica da Caoa Chery é de até 50 mil unidades por ano. Com a produção do Tiggo 3X, a planta deve chegar a um ritmo anual de 23 mil unidades. No local também são montados o Tiggo 2 e os sedãs Arrizo 5 e Arrizo 6. Portanto, a fábrica teria plena capacidade de absorver a demanda sul-americana.

Alfonso alerta que tudo será feito com calma, pois desenvolver e produzir um carro para abastecer o mercado externo se mostra um processo complicado e com muitos riscos. “Primeiro você tem de ajustar o produto às necessidades locais, depois tem de obter todas as certificações e por fim precisa testar nesse mercado para não ter nenhuma surpresa. Tudo o que a gente não quer é ter em um novo mercado um problema que hoje não temos”, explica o executivo, que vê como alternativa para redução dos riscos a divisão do desenvolvimento com outro país.

Simultâneo à exportação do SUV, outro projeto está em desenvolvimento na Caoa Chery. A montadora vai lançar uma marca de SUVs de luxo, chamada Exeed. A previsão era estrear a marca ainda em 2021, mas os planos podem ser alterados devido ao alto custo do frete (muitos componentes são importados) e da falta global de semicondutores. Enquanto isso, SUVs de luxo – ainda sem nome definido - estão rodando em testes para avaliação de desempenho no piso e nas condições climáticas do Brasil.

Em abril, a Caoa Chery alcançou 50 mil veículos fabricados localmente desde o início de suas atividades no país, no fim de 2017. Segundo a empresa, do total de automóveis, cerca de 20 mil saíram das linhas da unidade de Jacareí (SP), enquanto aproximadamente 30 mil foram construídos em Anápolis (GO).

Meses atrás, a empresa já havia anunciado a ampliação da produção na fábrica de Anápolis, com previsão de abrir um segundo turno de produção a partir de julho. A empresa iniciou a contratação de 300 pessoas e outras 300 vagas devem ser abertas no segundo semestre. Hoje a unidade tem 1,6 mil funcionários e só havia operado em dois turnos nos anos de 2010 e 2011.