São Paulo, 18 de Abril de 2021

  • Notícias

    Após polêmica com CVM, Tupy confirma investimentos


    (31/03/2021) - Em comunicado, a Tupy confirmou para a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e para o mercado em geral que irá investir R$ 250 milhões em 2021, e que estes recursos “serão aplicados na melhoria da produtividade para atender a demanda crescente no mercado mundial”.

    A informação, prestada pela empresa ao jornal Valor no último dia 5, foi questionada pelo órgão, que em ofício solicitou à Tupy confirmar a veracidade dela e esclarecer os motivos pelos quais entendeu não se tratar o assunto de Fato Relevante (ou seja, do interesse dos acionistas) nos termos das regras da CVM.

    De acordo com a Tupy, “o valor dos investimentos para o corrente ano de 2021, divulgado na matéria jornalística, que perfaz a quantia de R$ 250 milhões, não é passível de caracterização como informação relevante, à luz das métricas específicas empregadas pela companhia para seus investimentos”.

    O presidente da empresa, Fernando de Rizzo, destacou que, do total estimado para o ano passado, foram postergados de R$ 90 milhões a R$ 100 milhões. “Voltamos ao patamar de 2019. Em 2020, investimos R$ 136 milhões, parte em eficiência da operação”, disse o executivo.

    No ano de 2020, a Tupy realizou investimentos que representam 3,1% da receita líquida, montante inferior ao aplicado em anos anteriores, devido à estratégia de postergação de investimentos e preservação do seu caixa, decorrente dos efeitos da pandemia.

    Em 2019, a companhia destinou R$ 270 milhões para investimentos (5,2% da receita líquida). No ano de 2018, os investimentos totalizaram R$ 185 milhões (3,8% da receita líquida).

    De acordo com a Tupy, assim, o valor de R$ 250 milhões é compatível com o padrão de investimentos anteriormente realizados pela companhia, sendo que os investimentos dos últimos cinco anos representaram montante equivalente a 4,0% das receitas líquidas do período.

    Especializada na fabricação de cabeçotes e blocos de motores, a Tupy reverteu o lucro de 2019 e apresentou prejuízo de R$ 76,21 milhões em 2020. Segundo a empresa, a perda se deveu, principalmente, à queda da demanda em abril e maio de 2020, quando a pandemia teve um impacto maior.