São Paulo, 24 de Fevereiro de 2021

  • Notícias

    Alstom investe no aumento da produção em Taubaté


    (21/02/2021) - A Alstom vai ampliar a produção na sua fábrica de Taubaté (SP) para atender novos contratos que podem ultrapassar a casa dos R$ 3,2 bilhões.

    A unidade já está sendo preparada para receber o aumento da produção. Os investimentos incluirão a contratação de 200 novos funcionários a partir de junho de 2022 e de mais 400 em abril de 2024.

    Os contratos preveem a entrega de trens para os metrôs de São Paulo, Taipei (a capital de Taiwan) e Bucareste, na Romênia.

    Para o metrô paulistano serão 22 trens com 6 carros cada um, destinados à Linha 6-Laranja, com o início das entregas previsto para o primeiro semestre de 2024.

    Os investimentos totais na Linha 6 serão de R$ 15 bilhões. É o maior projeto de infraestrutura público-privado em desenvolvimento na América Latina.

    Já para o metrô de Taiwan, dentro de um contrato de cerca de € 424 milhões, dos quais a participação da empresa será de aproximadamente € 248 milhões, a Alstom deverá fornecer 16 trens Metropolis, de 4 carros.

    O maior contrato em quantidade de trens poderá ser o do metrô de Bucareste. Serão até 30 trens Metropolis para circular na recém-construída Linha 5 do metrô da cidade, entregues em dois lotes. O valor do contrato para os primeiros 13 trens (78 carros ao todo) é de mais de € 100 milhões.

    Este contrato pode ser estendido com a opção de mais 17 trens, com base no pedido do cliente. O valor total estimado do projeto pode ir até € 240 milhões. A fabricação dos trens de Bucareste deverá ter início no segundo semestre de 2021.

    “A fábrica de Taubaté tem total capacidade de expansão e passará por adaptações para receber os novos projetos. A planta também é referência na produção de carros em aço inoxidável, além de contar com mão-de-obra capacitada e qualificada”, afirma Michel Boccaccio, vice-presidente sênior da Alstom para a América Latina e presidente da Alstom no Brasil.

    A empresa completou no ano passado 65 anos de atuação no país, onde já produziu mais de 4,6 mil carros. Conta atualmente com cerca de 90 funcionários.

    Nos últimos anos, além de produzir os carros para o VLT do Rio de Janeiro, atendeu ainda os mercados da Argentina (metrô de Buenos Aires) e Chile (metrô de Santiago).