São Paulo, 04 de Dezembro de 2020

  • Notícias

    BNDES reabre Moderfrota e oferece recursos adicionais


    (15/11/2020) - Na quinta-feira passada, 12 de novembro, o BNDES anunciou a reabertura das operações do Moderfrota, principal programa de financiamento de máquinas e equipamentos para a agricultura no País, que estavam bloqueadas desde o final de outubro. Além disso, o banco estatal informou que estava colocando à disposição dos agricultores recursos adicionais de R$ 740 milhões, cerca de 15% do estipulado no Plano Safra 2020/2021 (R$ 6,2 bilhões).

    A demanda por crédito estava aquecida e os recursos estavam prestes a se esgotar, levando inclusive a Abimaq - Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos a solicitar, ainda em setembro, aporte adicional. De janeiro a setembro, as fabricantes de máquinas agrícolas associadas à entidade registraram crescimento de 10,1% nas vendas, em comparação com igual período de 2019.

    Com a reabertura dos protocolos do programa, produtores rurais (pessoas físicas ou jurídicas) e cooperativas de crédito com faturamento até R$ 45 milhões podem solicitar financiamento do Moderfrota para aquisição de tratores, colheitadeiras, plataformas de corte, pulverizadores, plantadeiras e semeadoras etc. Os recursos são oferecidos com taxa fixa de 7,5% ao ano e prazo de pagamento de até 7 anos. “Os recursos do governo federal são liberados aos poucos, com prudência, mas buscando o uso total até o fim da safra", explicou Caio Araújo, chefe do departamento de Canais de Distribuição e Parcerias do BNDES.

    Em 29 de outubro, quando foi anunciado o bloqueio de novos pedidos de empréstimos do Moderfrota, a justificativa era a de que a “suspensão temporária dos pedidos de financiamento era necessária, em razão do nível de comprometimento dos recursos disponíveis”.

    Na ocasião, Claudio Bier, presidente do Simers - Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas no Rio Grande do Sul, afirmou que o anúncio do BNDES, embora esperado, era preocupante. “Nossas fábricas estão cheias de pedidos e a grande maioria conta com financiamento via Moderfrota”, disse. “Se os recursos não saírem, nosso setor entra em colapso”.

    O BNDES também estaria prestes a reabrir o sistema para novos pedidos de crédito para o Pronaf Tratores e Colheitadeiras, linha focada em agricultores familiares. A previsão é de que as contratações sejam retomadas ainda esta semana.