São Paulo, 22 de Outubro de 2020

  • Notícias

    Bosch desenvolve teste para Covid mais rápido do mundo


    (11/10/2020) - A Bosch anunciou, no mês passado, o desenvolvimento de um novo teste rápido para o seu dispositivo de análise Vivalytic que permite detectar o SARS-CoV-2 em apenas 39 minutos. Segundo a empresa, atualmente este é o teste PCR (reação em cadeia da polimerase) mais rápido do mundo e está destinado ao uso descentralizado em centros de teste móveis em estações de serviço de rodovias ou nos aeroportos.

    Uma amostra é retirada do nariz ou garganta do paciente usando um cotonete e colocada no cartucho de teste. Em seguida, o cartucho de teste, que já contém todos os reagentes necessários, é inserido no dispositivo Vivalytic para análise automática. O Vivalytic, que consiste num dispositivo de análise e cartuchos de teste, surgiu de uma colaboração de longa data entre a Bosch e a Bosch Healthcare Solutions.

    O teste tem sensibilidade de 98% e especificidade de 100%. Para o desenvolvimento, a Bosch Healthcare Solutions uniu esforços com a empresa alemã de biotecnologia R-Biopharm - empresa fornecedora líder de testes manuais de PCR altamente sensíveis. Disponível na Europa, o teste ajuda a evitar o tempo de quarentena e dispensa laboratórios, além de tornar as viagens e o trabalho mais seguros.

    “Uma das chaves para combater a pandemia do coronavírus é identificar rapidamente as fontes de infecção. É por isso que nos concentramos em dar continuidade ao desenvolvimento do nosso primeiro teste de coronavírus com um ainda mais rápido”, disse Volkmar Denner, presidente do conselho de administração da Robert Bosch GmbH. “Este novo teste vai tranquilizar as pessoas ainda mais rapidamente”, completou.

    O novo teste PCR faz parte de um projeto de investigação e desenvolvimento financiado pelo Ministério Federal Alemão de Educação e Pesquisa (BMBF). “Acredito que seja importante que as pessoas tenham a informação sobre o seu estado de saúde o mais rápido possível. Nesse sentido, os insights da ciência e da investigação podem trazer enormes benefícios”, afirmou a ministra da Educação e Pesquisa da Alemanha, Anja Karliczek. “Nos próximos meses, seremos confrontados com o desafio específico de ter que testar mais pessoas. O melhorado procedimento do teste desenvolvido pela Bosch com o apoio da BMBF tem o potencial para se assumir com uma ajuda tremenda neste complexo trabalho”, disse a ministra.

    O primeiro teste rápido para o dispositivo de análise Vivalytic foi lançado pela Bosch no final de março, após apenas seis semanas de desenvolvimento. Este teste permite verificar simultaneamente amostras para o vírus SARS-CoV-2 e outras nove doenças respiratórias em duas horas e meia. Já o novo teste, mais rápido, é exclusivo para o SARS-CoV-2. “Com os nossos diferentes testes de coronavírus e estratégias de análise de variáveis, abrimos uma diversidade de cenários de teste com um dispositivo Vivalytic - desde a triagem até ao suporte ao diagnóstico diferencial de doenças com sintomas semelhantes”, disse Marc Meier, presidente da Bosch Healthcare Solutions GmbH.

    Os trabalhos de desenvolvimento continuam: a Bosch afirma que ainda em outubro será possível avaliar simultaneamente cinco amostras num cartucho de teste com uma velocidade comparável – o que, de acordo com a empresa, se trata de uma inovação mundial. O uso do dispositivo Vivalytic permite o processamento automatizado de mais de 160 amostras por dia.

    A Bosch também divulgou que em breve o software será otimizado e reduzirá ainda mais o tempo de espera para o resultado do teste SARS-CoV-2 em amostras positivas. Até o final do ano, a Bosch quer alcançar a capacidade de produção de um milhão de testes.