São Paulo, 20 de Setembro de 2020

  • Notícias

    Audiência publica vai debater demissões na Embraer

    (13/09/2020) - A Embraer anunciou na semana passada a demissão de 900 trabalhadores. O conjunto de medidas adotado pela empresa pode, no total, atingir 2.500 funcionários, segundo os deputados estaduais Emídio de Souza e Professora Bebel, que convocaram audiência pública virtual para debater o tema, que será realizada  nesta segunda-feira (14), às 18 h.

    Segundo a empresa, o número de atingidos pelas demissões representa cerca de 4,5% do efetivo total “e a medida decorre dos impactos causados pela Covid-19 na economia global e pelo cancelamento da parceria com a Boeing”. O objetivo – prossegue a Embraer - é assegurar a sustentabilidade da empresa e sua capacidade de engenharia.

    A empresa justifica a ação explicando que “a pandemia afetou particularmente a aviação comercial da Embraer, que no primeiro semestre de 2020 apresentou redução de 75% das entregas de aeronaves, em comparação com o mesmo período do ano passado”.

    Além disso, a situação teria se agravado com a duplicação de estruturas para atender a separação da aviação comercial, em preparação à parceria não concretizada por iniciativa da Boeing, e pela falta de expectativa de recuperação do setor de transporte aéreo no curto e médio prazo.

    A fabricante informa que, desde o início da pandemia, adotou uma série de medidas para preservar empregos, aí incluídas férias coletivas, redução de jornada, lay-off, licença remunerada e três planos de demissão voluntária (PDV). Os três PDVs registraram adesão voluntária de cerca de 1,6 mil colaboradores no Brasil.

    Audiência Pública na Assembleia de SP - Convocada pelos deputados estaduais Emidio de Souza e Professora Bebel e realizada em ambiente virtual, a audiência "Em defesa da Embraer - Não às demissões" contará com a participação de trabalhadores da empresa e especialistas, como o  professor de economia dos cursos de gestão da Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA) da Unicamp, professor Marcos José Barbieri Ferreira.

    A audiência visa elucidar a situação e garantir o respeito aos direitos dos trabalhadores da Embraer. "Ocorre que em momento de grave crise econômica e durante pandemia que afeta tão fortemente o mercado de trabalho e a própria subsistência do cidadão, não pode esta demissão em massa ser aceita sem qualquer restrição e esclarecimentos por parte da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo", argumentam os deputados no documento que pediu a realização do evento.

    A audiência poderá ser acompanhada por meio do Zoom e da transmissão da TV Assembleia e das redes sociais dos deputados.