São Paulo, 10 de Julho de 2020

  • Notícias

    BYD fabrica ônibus articulado 100% elétrico em SP


    (28/06/2020) - A BYD anunciou a finalização do primeiro chassi de ônibus articulado 100% elétrico do Brasil. Com carga completa, o chassis D11B - com 22 metros de comprimento terá baterias de fosfato ferro lítio (LifePO4) - tem autonomia de até 250 Km. O tempo de recarga média dos ônibus será de até três horas.

    O chassi deve seguir para implementação de carroceria e, posteriormente, encaminhado para o processo de homologação. Os veículos terão como destino a Linha Verde de São José dos Campos, que terá o primeiro corredor expresso com articulados 100% elétricos a bateria do País. O contrato entre a Prefeitura de São José dos Campos (SP) e a BYD foi firmado em abril deste ano.

    Uma frota de 12 veículos deve ser entregue para a prefeitura de SJC em outubro de 2021. Os ônibus - que serão produzidos em escala na fábrica da BYD, em Campinas (SP) - farão um percurso de 14,5 quilômetros, interligando as regiões sul e leste da cidade.

    Marcello Von Schneider, diretor da Divisão de Ônibus da BYD Brasil, destaca as vantagens dos ônibus elétricos em corredores expressos: “As cidades estão percebendo a importância de adotar os ônibus elétricos como um aliado no combate às emissões de gases poluentes em larga escala. Além disso, quando a cidade implementa um corredor expresso, ela reorganiza o tráfego e tira mais ônibus a diesel de circulação, impactando ainda mais positivamente na saúde da população”.

    Segundo Rafael Furquim, gerente de P&D da BYD Brasil, os ônibus articulados terão quatro motores ligados aos eixos, com potência máxima de 201 CV cada e potência nominal de 148 CV cada motor. Ainda de acordo com Furquim, o chassi possui coluna de direção e altura reguláveis, ajoelhamento bilateral, sistema antichamas, tacógrafo digital, rodas de alumínio e suspensão pneumática integral.

    Instalada em Campinas desde 2015, a planta da BYD tem capacidade de produção de 720 chassis de ônibus por ano, podendo expandir a fabricação para até 1.440 unidades.