São Paulo, 15 de Novembro de 2019

  • Notícias

    Em recuperação, Stemac fecha parceria com a Weichai


    (03/11/2019) - A gaúcha Stemac, fabricante de grupos geradores de energia, conseguiu entrar em acordo com os credores para o pagamento de uma dívida de mais de R$ 450,6 milhões. A assembleia foi realizada em Itumbiara, em Goiás, onde hoje fica o complexo fabril da Stemac e tramita o processo de recuperação judicial da empresa, instalado em 2018.

    O acordo desanuvia o cenário para a Stemac, que recentemente fechou parceria com a chinesa Weichai, uma das maiores produtoras de motores diesel do mundo, com mais de 800 mil unidades produzidas anualmente.

    A Stemac já começou a produzir em Itumbiara grupos geradores de 25 kVA a 3125 kVA, com os motores da fabricante francesa Baudouin, que hoje faz parte do grupo Weichai. A linha de motores estará disponível na rede de atendimento Stemac, que conta com 50 operações em 24 estados do país e inclui assistência técnica.

    A empresa terá até 13 anos para quitar o passivo, que teve redução de mais de 60% na negociação com os credores - como bancos e outras instituições financeiras. O diretor de finanças e operações da Stemac, Valdo Marques Junior, afirma que a decisão abre um novo tempo para a companhia.

    “Mesmo porque, neste processo de recuperação, conseguimos reverter as nossas dificuldades”, diz o diretor, segundo quem a notícia do aval dos credores voltou a despertar no mercado interesse sobre fusão e aquisição, que chegaram a surgir nos anos recentes. A Stemac é uma empresa de capital fechado familiar, mas que adotou gestão profissionalizada.

    O processo de recuperação da Stemac compreendeu reestruturação de custos e de tamanho, além de redução de pessoal, limitado agora a 700 funcionários. A empresa chegou a ter 2,1 mil trabalhadores em 2015.

    De acordo com Marques Júnior, a desaceleração e a recessão econômica, com redução na demanda, provocaram a crise na companhia. “Houve queda de pedidos de clientes, o que exauriu o caixa da empresa”, explica o executivo.

    A Stemac já foi líder nacional no segmento. Em 2015, produziu 7 mil grupos geradores. Deve este ano fechar em 2,5 mil. A receita bruta caiu de mais de R$ 800 milhões em 2015 para 300 milhões este ano. Mas, em 2018, ela foi de R$ 260 milhões.


    Voltar