São Paulo, 20 de Outubro de 2019

    Notícias

    Usiminas investirá R$ 220 milhões em novos projetos em MG

    (29/09/2019) - A Usiminas assinou com o governo de Minas Gerais um protocolo de intenções com o qual se comprometeu a investir R$ 219,8 milhões em novos projetos de siderurgia e mineração no estado.

    O investimento focalizará especificamente a produção de minério de ferro e a produção e comercialização de placas e produtos laminados planos de aço. O protocolo prevê a geração de 330 empregos diretos ainda em 2019. Esses trabalhadores serão, preferencialmente, recrutados nos próprios municípios atingidos pelos investimentos.

    A empresa comprometeu-se também a promover treinamento e capacitação de mão de obra, e a ampliar a oferta de produtos visando o mercado interno e a exportação. Outro compromisso firmado pela Usiminas é o de manter a sede administrativa e financeira em Minas Gerais.

    De acordo com o presidente da Usiminas, Sergio Leite, o valor dos investimentos objeto do protocolo de intenções não altera as projeções para investimentos da companhia no ano de 2019, estimados em R$ 1 bilhão.

    Este montante é superior ao aportado pela companhia nos últimos três anos. Cerca de 70% do volume anunciado deve ser direcionado à área de siderurgia, de forma a dar maior sustentabilidade às operações.

    Para isso, os investimentos estão sendo aplicados em dezenas de projetos, visando à eliminação da obsolescência e à melhoria dos equipamentos. O foco também está nas áreas de segurança e meio ambiente, além da reposição de ativos.

    Para o secretário de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais, Vitor de Mendonça, o acordo também contribuirá para fortalecer a própria indústria siderúrgica de Minas. “O montante a ser investido vai permitir não só a atualização tecnológica da planta da Usiminas, mas poderá implicar também na retomada da indústria brasileira do aço, que vem passando por problemas de mercado”, disse Mendonça. “Afinal, a Usiminas é uma das maiores e mais importantes siderúrgicas do país, com grande poder de indução”.


    Voltar