São Paulo, 09 de Dezembro de 2019

  • Notícias

    Cummins Power prevê crescer 22% na América Latina


    (04/08/2019) - A Cummins Power Generation, Unidade de Negócios de Sistemas de Energia do grupo norte-americano, prevê incremento de 22% em seu faturamento na América Latina em 2019 na comparação com 2018. No Brasil, onde a empresa assumiu a liderança do mercado no ano passado, quando registrou recorde de vendas e aumento de 31% no volume de equipamentos vendidos e de 35% receita.

    “Hoje, de cada 10 geradores vendidos no País, quatro são Cummins”, disse Paulo Nielsen, novo diretor da Cummins Power Generation para a América Latina., durante o lançamento dogrupo gerador B3.3, no último dia 25 de julho, em Guarulhos (SP). Trata-se do primeiro gerador emissionado do mercado brasileiro, atendendo ao nível de emissões da norma MAR-1, antes mesmo da implantação das leis ambientais para equipamentos industriais no País.

    “O grupo gerador B3.3 é um marco no processo de produção da Cummins, o início de um novo range de produtos com ‘pegada ecológica’, mais leve, compacto, econômico e sustentável”, informou David Sato, supervisor de Marketing de Produto da empresa.

    A Cummins informa que o novo grupo gerador reduz os custos de operação e manutenção, oferece economia de combustível de 2,2% e de óleo lubrificante e de líquido de arrefecimento de 37,9% e 21,3%, respectivamente. De acordo com Sato, o B3.3 servirá de referência para os novos projetos de geradores emissionados da Cummins.

    O produto já está sendo montado na fábrica de Guarulhos. O motor é importado da Índia e aqui recebe alternador, controlador e radiador. Produzidos nas versões de 50 e 60 Hz, traz ainda em solução standard (carenada) o menor nível de ruído durante a operação, sem o uso de atenuadores.


    Voltar