São Paulo, 21 de Agosto de 2019

  • Notícias

    Investe SP negocia R$ 3,4 bi em investimentos no agronegócio

    (05/05/2019) - A Investe SP - Agência de Promoção de Investimentos do Estado de São Paulo anunciou que existem, hoje, nada menos do que 28 projetos interessados em aplicar recursos no agronegócio do estado, com um investimento total de R$ 3,4 bilhões e capacidade de gerar mais de 6 mil empregos.

    Além destes 28 projetos mapeados e ainda em negociação com as empresas, há outras sete iniciativas da cadeia do agronegócio já aprovadas. Ainda não anunciados publicamente, esses sete empreendimentos somam investimentos de R$ 75,5 milhões e devem gerar cerca de 720 empregos.

    “No momento, é a cadeia do agro a que vem apresentando o maior potencial para receber investimentos em São Paulo”, afirma Wilson Mello Neto, presidente da Investe SP. “O estado é mais conhecido pela sua indústria e serviços, mas tem na cadeia do agronegócio um pilar fundamental de sua economia, já que ele representa isoladamente, em média, 15% do PIB estadual”.

    No ano passado, a entidade assessorou empresas da cadeia do agronegócio que anunciaram investimentos de R$ 430,7 milhões. O montante superou em 9% os aportes comunicados em 2017, quando a agência paulista contribuiu para projetos que somaram R$ 395,4 milhões.

    Para Mello, os números demonstram que São Paulo pode oferecer muito a quem estiver interessado a investir no estado também na área agrícola e pastoril. “Temos mão de obra qualificada para os mais diversos segmentos, uma infraestrutura logística invejável e adequação e pertinência de políticas públicas”, diz o executivo.

    De acordo com ele, o estado ainda dispõe de um moderno sistema agroindustrial, sendo o maior do Brasil nesta área. A área agriculturável e pastoril é, também, ainda considerável. Do território de 24,8 milhões de hectares, 8,8 milhões (35,55%) são utilizados pela agricultura, com destaque para a produção da cana-de-açúcar e da laranja, e 4,6 milhões (18,6%) por pastos.

    A produção do agronegócio paulista gerou um PIB estimado de R$ 268 bilhões no ano de 2017, alcançando uma participação de 12,8% na economia do estado. O setor é também um dos que mais gera empregos, sendo responsável por 23,15% dos vínculos formais de trabalho.


    Voltar