São Paulo, 25 de Março de 2019

  • Notícias

    Scania prevê alta de 20% no mercado de caminhões


    (10/03/2019) - Para 2019, a Scania prevê crescimento em todos os seus mercados de atuação: caminhões, ônibus, serviços e motores industriais, marítimos e para geração de energia. “A continuidade do aquecimento da economia nacional e o trabalho estratégico e de real parceria com os clientes são os principais motivadores para a projeção”, informou a empresa na semana passada, acrescentando que a sua mais recente novidade, a Nova Geração de caminhões, já vendeu mais de 3.000 unidades em apenas quatro meses.

    “O momento da Scania no Brasil é excelente. Com a Nova Geração, temos uma nova fábrica. Vivemos uma Nova Scania a partir de 2019”, afirma Roberto Barral, vice-presidente das Operações Comerciais da Scania no Brasil.

    A companhia acredita que em 2019 o mercado de caminhões acima de 16 t (semipesados e pesados), o segmento em que atua, deverá crescer entre 10% e 20% na comparação com 2018. “O setor de caminhões continuará o movimento de recuperação ao longo do ano”, diz Silvio Munhoz, diretor comercial da Scania no Brasil. “Fatores decisivos como a estabilidade da economia e sua tendência de crescimento e a previsão de nova safra recorde, já estão contribuindo para o aquecimento da compra de caminhões, especialmente de pesados.”

    No ano passado, as vendas de caminhões da marca cresceram 50,2% na comparação com 2017. No segmento de pesados, a alta foi de 63,8% com a comercialização de 8.028 caminhões contra as 4.901 unidades do exercício anterior.

    No mercado de ônibus, a perspectiva também é positiva. “A previsão para a faixa acima de 8 t é de crescimento de 15%; no segmento rodoviário, de 20%. Estamos nos baseando em melhores indicadores macroeconômicos e no ambiente muito mais otimista por parte do empresariado”, revela Alan Frizeiro, gerente de Vendas de Ônibus da Scania no Brasil.

    “(No mercado de ônibus) a Scania cresceu 45,6%, mais do que o dobro do mercado”, frisa o gerente. “Em 2019, teremos muitos desafios, mas estamos prontos para continuar surpreendendo o cliente com a melhor solução que para nós engloba produto, serviços, gestão de frota, conectividade e modalidade financeira”.

    Já na área de motores industriais, marítimos e para geração de energia a projeção é de incremento cerca de 15% em 2019. “Estamos consolidando nossa atuação com ainda mais investimentos na especialização da rede e das equipes de campo. Além de explorar novos nichos. Trata-se de um mercado de enorme potencial, estamos nos destacando”, explica Fabio D´Angelo, diretor comercial de motores da Scania no Brasil.

    De acordo com D´Angelo, em 2018 a marca cresceu 106% nas vendas totais. Este crescimento foi puxado pelo segmento de geração de energia, com volume 137% superior ao ano anterior. Entre os destaques está a introdução do motor de 13 litros mais potente do segmento de geração de energia, com produção nacional, o DC13093A de 736hp (625kVA). Apenas o modelo representou 7% das vendas do segmento de energia no segundo semestre.


    Voltar