São Paulo, 18 de Abril de 2019

    Notícias

    Marcopolo investe em nova fábrica de componentes


    (10/02/2019) - A Marcopolo deu início às operações em seu novo centro de fabricação de componentes e subconjuntos metálicos, erguido no distrito de Ana Rech, em Caxias do Sul (RS). A planta, considerada a mais moderna da companhia, foi instalada para centralizar a produção e montagem de peças e subconjuntos que compõem as carrocerias dos ônibus, tarefa que era antes executada em diferentes locais.

    Do investimento previsto de cerca de R$ 70 milhões, a empresa já despendeu R$ 30 milhões na nova unidade de produção. Com 19.600 m² de área construída, a fábrica contará inicialmente com 180 funcionários e reúne o que há de mais avançado em termos de instalações, equipamentos e processos.

    De acordo com Júlio Igansi, gerente de engenharia de processos da empresa, dentre os principais diferenciais do novo centro de fabricação estão a unificação e racionalização de recursos, o fluxo contínuo de produção e logística e a gestão visual de todo o processo produtivo.

    “A fábrica, que também é bastante moderna em termos construtivos, atende rigorosamente os princípios Lean, com foco na eliminação de desperdícios e nos mais altos padrões de eficiência e qualidade”, diz o executivo.

    O projeto foi desenvolvido também para atender a produção iniciada a partir da demanda do cliente (“produção puxada”), com tempo takt definido, menor estoque de matéria-prima e componentes em processamento, menor movimentação de materiais e pessoas e menor necessidade de transporte.

    Na unidade estão sendo realizadas, principalmente, operações de corte a laser de tubos, corte com serras automatizadas de tubos e cortes robotizados de tubos. Para isso, a fábrica conta com máquinas automatizadas de conformação de tubos, células de soldas robotizadas e células de montagem, todas elas integradas no conceito de minifábricas de montagem de componentes e subconjuntos.

    O edifício conta ainda com infraestrutura preparada para receber equipamentos com tecnologias da indústria 4.0, como duas máquinas italianas de última geração que serão instaladas em março. Alguns funcionários foram, inclusive, para a Itália receber treinamento de programação e operação dessas novas máquinas.


    Voltar