São Paulo, 18 de Abril de 2019

  • Produtos

    Sandvik lança solução Power Skiving para cortar engrenagens


    (10/02/2019) - A Sandvik Coromant desenvolveu uma solução Power Skiving - formada por fresas CoroMill 178 e CoroMill 180 - para ajudar os fabricantes automotivos a desenvolver componentes de engrenagens e estrias com um único set-up em uma máquina multitarefas ou centro de usinagem.

    De acordo com a fabricante, “os processos de power skiving são muito mais rápidos que o de shaping e mais flexíveis que o brochamento, além de estarem se tornando uma alternativa mais eficiente e flexível para a produção de engrenagens e estrias”.

    A solução Power Skiving é composta por haste inteiriça e fresas intercambiáveis. A CoroMill 178S (inteiriça de metal duro) destina-se a aplicações onde é necessária uma usinagem com alto volume, rpm elevada com vida útil longa da ferramenta, enquanto que a CoroMill 178H (HSS sinterizado) destina-se ao uso geral em cantos a 90 graus ou pequenos diâmetros. Essas ferramentas oferecem maior precisão em relação ao batimento radial e passo se comparadas às ferramentas intercambiáveis, proporcionando melhor acabamento do perfil de engrenagens e estrias. Geralmente, o recondicionamento pode ser feito até 10 vezes, dependendo do estado da ferramenta.

    As fresas intercambiáveis CoroMill 180 foram desenvolvidas para altos volumes, desbaste em ampla gama de engrenagens (módulo 2-9). Entre outras características, destaca-se o ângulo de saída positivo para ação de corte leve e potencial para usinagem sem refrigeração, economizando em custos de refrigeração além de proteger o meio ambiente.

    “A seleção da fresa power skiving pode oferecer alto rendimento e perfil de acabamento otimizado”, comenta Harish Maniyoor, gerente Global de Produto - Indústria Automotiva na Sandvik Coromant. "Juntamente com a capacidade de usinagem com um único set-up, as ferramentas melhoram a qualidade e economizam tempo e dinheiro. Na verdade, é possível prever reduções do tempo de ciclo em torno de 50% comparado ao shaping, o que ajuda a reduzir o custo por peça consideravelmente. É importante destacar também que o método power skiving é mais flexível que fresamento com caracol (hobbing) para a produção de novas transmissões automotivas compactas.”

    Todas as ferramentas são feitas como soluções especiais para atender às necessidades precisas do cliente. Com o desenho correto, o processo em altos níveis de produção serão comprovadamente 15 vezes mais rápidos que o shaping e mais flexíveis que o brochamento, além de oferecer melhor qualidade. O desenvolvimento oferece também maior flexibilidade de processo para os clientes finais, transferindo a produção para centros de usinagem internos, sem a necessidade de máquinas-ferramentas específicas dos fornecedores. Além disso, a confiabilidade do processo aumentará, com menos paradas não planejadas.

    Entre aqueles que se beneficiarão mais estão os fabricantes da indústria automotiva, pois as ferramentas são compatíveis om os novos desenvolvimentos em veículos híbridos, bem como a eletromobilidade para automóveis, caminhões, tratores e escavadoras. As aplicações típicas incluem engrenagens internas e externas e estrias - além de engrenagens helicoidais e retas cilíndricas - para transmissões automotivas, bem como uma variedade de engrenagens, peças de acoplamento, estrias, eixos, anéis de sincronização e peças de juntas homocinéticas.

    Para mais informações nos links CoroMill 178 ou CoroMill 180


    Voltar