São Paulo, 27 de Junho de 2019

  • Notícias

    Conforme pesquisa, empresários planejam investir mais em 2019

    (09/12/2018) - Pesquisa realizada ao longo do terceiro trimestre pela Boa Vista SCPC sobre as perspectivas do empresariado brasileiro para 2019 mostrou que 38% dos executivos planejam investimentos maiores do que os realizados em 2018.

    Na comparação com idêntica pesquisa realizada no terceiro trimestre de 2017, houve um aumento de 4 pontos percentuais na quantidade de empresários dispostos a investir mais no ano vindouro.

    Já 29% dos entrevistados acreditam que os investimentos em seus negócios serão iguais aos de 2018 - no mesmo trimestre de 2017 eram 33% - e 27% creem que vão investir valores inferiores em relação a este ano, contra 26% apontados no mesmo período do ano passado.

    A pesquisa também identificou otimismo por parte dos empresários quanto à previsão de faturamento para 2019: 45% acreditam que irão faturar mais, diante de 39% em 2017, ou seja, houve um crescimento de seis pontos percentuais. Para 23% o patamar de faturamento não deverá mudar (em 2017 eles eram 27%) e, para 25%, o faturamento irá diminuir em 2019 (27% no ano passado).

    Outro dado levantado pela pesquisa foi em relação ao crédito: 55% dos empresários entrevistados disseram que não demandarão crédito para o negócio em 2019, contra 41% registrados no terceiro trimestre de 2017. Mas 32% declararam que irão atrás de crédito, sendo que 43% destes afirmaram que o utilizarão para realizar novos investimentos em seus negócios. Este percentual era de 37% no em 2017.

    Ainda em relação ao grupo dos 32% que solicitarão crédito em 2019, a pesquisa identificou um salto de 33% para 41% no percentual de empresas que acreditam pagarão mais caro por ele, com taxas maiores que as praticadas em 2018.

    A pesquisa também apurou que para 25% dos executivos a inadimplência irá diminuir em 2019, contra os 20% registrados com essa percepção no terceiro trimestre de 2017, embora para 30% o não pagamento das dívidas apresentará crescimento no próximo ano.

    A percepção dos executivos sobre o endividamento também está mais positiva. Passou de 22% para 38%, na comparação contra o terceiro trimestre de 2017, o percentual de empresas que espera ficar com menor nível de endividamento em 2019.


    Voltar