São Paulo, 19 de Setembro de 2018

  • Notícias

    Aumentam os investimentos industriais em SP


    (04/03/2018) - Dois levantamentos recentes revelam o crescimento dos investimentos realizados no Estado de São Paulo. Um deles é o balanço da Investe São Paulo, a agência de promoção de investimentos do governo estadual, que fechou o ano passado com 188 projetos de investimentos de indústrias em carteira, cerca de 10% acima do fechamento do ano anterior. Já o Piesp, levantamento mais amplo realizado pela Fundação Seade, apurou forte crescimento no volume dos investimentos no Estado.

    O número de investimentos que contaram com o suporte da Investe SP e que foram tornados públicos ao longo de 2017 também cresceu: foram 33, somando R$ 3,6 bilhões em investimentos e 8.063 empregos, contra 26 projetos que corresponderam a R$ 3,2 bilhões e 4.844 empregos no ano anterior.

    De acordo com a Investe SP, uma análise dos projetos anunciados mostra aumento na porcentagem de empresas de origem estrangeira atendidas. Elas corresponderam a 75% do total de projetos em 2017, contra apenas 50% em 2016. Quanto ao valor de investimento, o capital externo respondeu por 94% do total, contra 59% em 2016.

    Sérgio Costa, diretor de Negócios da Investe São Paulo, avalia que os dados mostram um momento de retomada dos investimentos no Estado de São Paulo. “Vimos vários projetos que haviam sido interrompidos ou adiados serem retomados esse ano”, afirma. Muitos empreendimentos passaram da fase “em negociação” para “em implantação” nos cálculos da Agência.

    REGIÕES - A divisão dos investimentos anunciados pela Investe São Paulo por regiões administrativas mostra que, em 2017, eles estiveram mais pulverizados pelo Estado do que em 2016. No ano passado a região administrativa de Campinas concentrou 42% dos projetos, seguida pela da Capital que concentrou 31%. Em 2017, as três regiões que receberam mais projetos foram a Capital, com 31% novamente, Sorocaba, com 27% e Campinas, com 21%.

    PIESP - Já o Piesp (Pesquisa de Investimentos Anunciados no Estado de São Paulo), da Fundação Seade - que cobre as áreas de infraestrutura, indústria, comércio e serviços - também registrou aumento no volume de investimentos. Divulgado no mês passado, com dados referentes ao terceiro trimestre de 2017, apurou o anúncio de R$ 4,8 bilhões em investimentos no Estado. O montante é 18% maior que o do trimestre anterior e 96,8% acima do registrado no mesmo trimestre de 2016.

    Quase dois terços do total desses investimentos são ligados à área de infraestrutura. Na sequência, vêm a indústria (16,7%), com destaque para os ramos automotivo e de celulose e papel, e os serviços (11,7%), em que sobressaem os recursos direcionados à saúde, ao alojamento e à educação.

    Entre as regiões do Estado, o Piesp apurou forte concentração na RMSP - Região Metropolitana de São Paulo (US$ 3 bilhões), que liderou os investimentos ligados à infraestrutura (78%), aos serviços (90%) e ao comércio (66%). Outros US$ 1,4 bilhão foram destinados às regiões administrativas de Campinas, Sorocaba e Bauru., sendo que as regiões de Sorocaba (57%) e Campinas (32%) captaram a maioria dos investimentos da indústria.

    Ainda segundo o estudo da Fundação Seade, o volume de investimentos acumulado nos três trimestres de 2017 (US$ 16,1 bilhões) representa mais que o dobro do montante anual de 2016 (US$ 8,0 bilhões).


    Voltar