São Paulo, 19 de Outubro de 2018

  • Notícias

    Abraciclo prevê aumento na produção de bicicletas

    (04/02/2018) - A produção de bicicletas deve crescer 9% em 2018, segundo previsão da Abraciclo, entidade que reúne os fabricantes de motos e bicicletas no País. Fatores como a melhoria da conjuntura econômica, avanço do uso da bicicleta para a mobilidade urbana e a pratica crescente de atividades físicas continuarão a contribuir para o aumento da demanda são apontados como os impulsionadores da produção.

    “Esta previsão é bastante sólida, apesar de fatores como a Copa do Mundo e as eleições, que podem contribuir para mudanças no perfil de consumo neste ano”, avalia João Ludgero, vice-presidente do Segmento de Bicicletas da Abraciclo.

    Quarto maior produtor mundial, com a produção quase toda concentrada em Manaus, o Brasil produziu no ano passado 667.363 unidades, o que representa estabilidade na comparação com as 669.729 fabricadas em 2016. Para 2018, a expectativa é a de que a produção atinja 727 mil unidades.

    Para a entidade, os sinais de evolução ficam evidentes quando são observados os volumes de produção dos segundos semestres de 2017 e 2016. Foram produzidas 371.088 unidades no semestre final de 2017, ante 352.101 unidades em igual período de 2016. Isso corresponde a crescimento de 5,4% no volume de produção. Na comparação com o primeiro semestre de 2017 (296.275 unidades), o crescimento atinge 25,3%.

    Importação e Exportação - Segundo os dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), a importação de bicicletas totalizou 152.098 unidades em 2017, alta de 12,5% sobre o ano anterior (135.153). Já as exportações somaram 12.048 unidades no ano, aumento de 43% sobre as 8.423 do ano anterior, sendo o Paraguai o principal destino (6.233), à frente da Bolívia (2.875) e do Uruguai (1.672).


    Voltar