São Paulo, 23 de Outubro de 2017

    Notícias

    Máquinas e equipamentos: setor estima alta de 5% em 2017


    (29/01/2017) - Os fabricantes de máquinas e equipamentos entram em 2017 com a expectativa de crescimento de 5%, Embora positivo, esse número não chega a ser um alívio para um setor que em 2016 completou ciclo de quatro anos de quedas consecutivas, período em que seu faturamento foi reduzido a cerca de 50% do que representava em 2012. Sem contar o fechamento de empresas e a eliminação de mais de 80 mil postos de trabalho.

    O balanço de 2016, divulgado na semana passada pela Abimaq, revela que o setor encolheu 24,3% só no ano passado. “O pior desempenho da série histórica do setor iniciada em 1999”, segundo a Abimaq. A receita líquida do setor totalizou R$ 66,3 bilhões em 2016, abaixo dos R$ 66,8 bilhões registrado em 2003, até então o pior marca do setor.

    O desempenho só não foi pior devido as exportações. As vendas no mercado interno caíram 33,9% no ano passado, em comparação com 2015. As exportações somaram US$ 7,8 bilhões - mais de 1/3 do faturamento da indústria nacional de máquinas e equipamentos.

    O déficit comercial do setor caiu 29,2%. Porém - como frisa a Abimaq - essa queda se deve principalmente a redução no volume de importações, que registraram queda de 18%, totalizando US$ 15,4 bilhões. Com isso, o consumo aparente de máquinas no País (vendas internas mais importações) caiu 24,9%, outro número que vai para o top do ranking de pior desempenho da série histórica do setor.


    Voltar